Sesc SP

Homem-na-Ilha-dos-Amores,-2012.-Ilha-do-Mosqueiro
A mostra Retumbante Natureza Humanizada, com curadoria e pesquisa de Diógenes Moura, pretende realizar uma leitura inédita na obra do fotógrafo Luiz Braga desde os seus primeiros registros realizados em Belém, na segunda metade da década de 1970, até a sua produção recente - quando, por motivos da constante violência que tomou conta das grandes cidades brasileiras, o artista precisou reinventar o seu olhar e partir para trabalhar em locais mais seguros, como a Ilha do Marajó, onde nasceu a série Night Visions, a partir dos experimentos com filmes infravermelhos. 

Com cerca de 140 imagens (coloridas e preto e brancas) entre retratos, experimentos e cenas da vida cotidiana, Retumbante Natureza Humanizada terá ampliações em vários formatos em pigmento mineral sobre papel algodão (museológico), fotografias vintages e um núcleo de afeto onde estarão álbuns de família, documentos, livros e objetos que fazem parte do percurso fotográfico, da história e da memória do artista. Um vídeo/documentário realizado na Ilha do Marajó, local onde Braga desenvolve projeto/pesquisa nos últimos dois anos completam o conceito humanístico da mostra.  

Sobre Luiz Braga
Nasceu em Belém (PA), em 1956. Iniciou-se na fotografia aos 11 anos de idade. Em 1975 montou seu primeiro estúdio e se radicou como um profissional voltado para retratos, publicidade e fotografia de arquitetura - linguagens que durante alguns anos financiou sua produção ensaística com a qual passou a despontar no panorama da arte brasileira contemporânea. Sua obra é reconhecida pelo experimentalismo e uso da cor e também pela abordagem sem precedentes da visualidade amazônica, cuja originalidade passa ao largo dos estereótipos que historicamente moldaram a visão do mundo sobre a região. São imagens que ultrapassam os limites da visão de um mundo para ultrapassar fronteiras com uma arte aberta para além da compreensão do homem, sua relação com o mundo e sua paisagem e a relação com os outros homens. 

Vem participando de exposições no Brasil e exterior. Suas obras estão presentes nos acervos de importantes museus como a Pinacoteca do Estado de São Paulo; Museu de Arte Moderna de São Paulo – MASP; Centro Português de Fotografia, no Porto; Musée Quai de Brainly, em Paris; Centre Culturel Lês Chiroux, na Bélgica. Dentre as premiações recebidas estão o conceituado Leolpold Godowisky Jr Color Photography, da Boston University, em 1991; Prêmio Porto Seguro, São Paulo, 2003; Prêmio das Artes Plásticas Marcantônio Vilaça, da Fundação Nacional de Artes, 2010. Foi o representante do Brasil na 53ª Bienal de Veneza, em 2009.


(Imagem: recorte da foto "Homem na Ilha dos Amores", 2012.
Ilha do Mosqueiro, PA, Brasil
)


saiba mais

Artes Visuais

Retumbante Natureza Humanizada L

Essa atividade aconteceu de 28/05/2014 a 03/08/2014
no Sesc Pinheiros.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo