Sesc SP

Esta atividade faz parte da

ARTE - Substantivo Feminino - Programação especial com espetáculos, shows, intervenção, debates e oficinas acerca das questões da mulher na sociedade e nas artes. saiba mais

teatro
O espetáculo traz acontecimentos da Guerrilha do Araguaia, que ocorreu de 1967 a 1974, na região amazônica. O conflito armado resultou na morte de grande parte dos revolucionários, sendo doze mulheres. 

Idealização:
Gabriela Carneiro da Cunha. Direção: Georgette Fadel. Dramaturgia: Grace Passô. Elenco: Carolina Virguez, Sara Antunes, Daniela Carmona, Mafalda Pequenino, Fernanda Haucke, Gabriela Carneiro da Cunha. Direção Audiovisual: Eryk Rocha. Direção Musical: Felipe Storino. Cenografia: Aurora dos Campos. Iluminação: Tomas Ribas. Figurinista: Desirée Bastos. Assistente de direção: Julia Ariani. Operação de Som: Bruno Carneiro. Operação de Luz: Daniel Calmon. Projeto e Operação de Vídeo: Julia Saldanha. Produção: Núcleo Corpo Rastreado, Aline Mohamad e Renato Bavier. 

Venda limitada a quatro ingressos por pessoa


Sessões extras:
 
Dias 12, 13 e 14/02. Sexta e sábado, às 21h30. Domingo, às 18h30.



[Foto: Elisa Mendes] 

saiba mais

Teatro

Guerrilheiras ou para terra não há desaparecidos 14

Essa atividade aconteceu em 14/02/2016 no Sesc Belenzinho.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo