Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Contextos - Atividades relacionadas ao campo da cultura, política pública, diversidade, identidade, economia da cultura e economia criativa. saiba mais

Brás Cubas representa uma novidade narrativa na literatura brasileira, com suas inversões e rupturas de linearidade. Ele é ao mesmo tempo um anatomista da alma, capaz de descrever suas modalidades mais finas de sofrimento a partir do recurso da auto-ironia. Tentarei mostrar como esta capacidade de separar-se de si mesmo, de tal forma a extrair perspectivas menos idealizadas obtidas pela prática da auto-ironia, pela tensão entre o discurso da individualização e a narrativa de dissolução de si, representa um modo de subjetivação relevante para entender nossa própria época.   

Com Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista. Professor titular do Instituto de Psicologia, com pós-doutorado na Manchester Metropolitan University. Prêmio Jabuti com a obra "Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica" (Annablume, 2011) e segundo lugar com o livro "Mal-Estar, Sofrimento e Sintoma" (Boitempo, 2015).

(Ilustração: Capa do livro "Memórias Póstumas de Bráz Cubas")
Literatura

O livro da vez: Memórias Póstumas de Brás Cubas

Classificação etária: Acima de 16 anos
Essa atividade aconteceu em 24/03/2017 no Sesc Centro de Pesquisa e Formação.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Cursos e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo.