Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Contextos - Atividades relacionadas ao campo da cultura, política pública, diversidade, identidade, economia da cultura e economia criativa. saiba mais

O%20livro%20da%20vez_Condic%CC%A7a%CC%83o%20humana%.jpg
Se eu sou eu e minha circunstância, como quer o filósofo espanhol José Ortega y Gasset (1883-1955), a guerra parece levar às últimas consequências o esgarçamento da condição e da identidade humanas. Afinal, quem sou em meio à guerra? Ou pior: o que é a guerra em mim?

Tais questões despontam como os escombros em meios aos quais as vozes das personagens/pessoas, da escritora ucraniana Svetlana Alexievitch,  narram suas estórias em “A guerra não tem rosto de mulher” (1985). Essa obra traz uma série de relatos de mulheres soviéticas que (não) lograram sobreviver às agruras da Segunda Guerra Mundial. Eis a obra entre cujos escombros polifônicos procuraremos caminhar.

Com Flávio Ricardo Vassoler, doutor em Letras pela USP, com estágio doutoral junto à Northwestern University (EUA).

(Foto: Mulheres guerrilheiras de um região rural da antiga União Soviética. Crédito: AP Photo British Official Photograph)
Literatura

O livro da vez: Condição humana e escombros na obra de Svetlana Alexievitch


Sesc Centro de Pesquisa e Formação ver no mapa

14/12

QUI
10H30 ÀS 12H30
  • R$ 4,50
  • R$ 7,50
  • R$ 15,00

*14/12