Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Pesquisa em Foco - Apresentação de bases de dados, estudos, mapeamentos e investigações relacionadas ao campo da cultura. saiba mais

Relações de Classe no Cinema

A pesquisa analisou a maneira como as relações de classe se constituem e se inscrevem em filmes brasileiros dos anos 2000 e 2010, tanto ficcionais como documentais, a partir da observação de uma forte presença dessa problemática no cinema pós-retomada. Com base na metodologia denominada de "cinema comparado" são analisados um grande número de filmes organizando-os ao modo de coleções e constelações, a partir de duplas, trios ou pequenos conjuntos a uma só vez. Junto a filmes como Santiago, Pacific, Um lugar ao sol, Trabalhar cansa, Doméstica, O som ao redor, Casa grande e Que horas ela volta?, serão discutidas uma série de questões: a justaposição das relações de poder em casa e em cena nos filmes em que patrões filmam seus empregados domésticos; os dispositivos de infiltração que buscam apanhar relações de intimidade em universos protegidos; os documentários terroristas que visam ao ingresso no território de um inimigo de classe, entre outras questões.

Com Mariana Souto, doutora em Comunicação pela UFMG. Pesquisadora de cinema brasileiro e professora da graduação em Cinema e Audiovisual da UMA-BH. Curadora do Festival de Curtas de BH e Cineclube Comum, diretora de arte e assistente de montagem.
 

Cinema e vídeo

Relações de Classe no Cinema Brasileiro Contemporâneo

Classificação etária: Acima de 16 anos
Essa atividade aconteceu em 18/04/2018 no Sesc Centro de Pesquisa e Formação.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Cursos e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo.