Sesc SP

É o Samba-Rock, meu irmão!

O Samba-Rock é oriundo da fusão de estilos musicais como o samba e a black music norte-americana entre as décadas de 1950 e 1960. O ciclo reúne pesquisadores, produtores e artistas para discutir o percurso histórico do gênero, o processo de patrimonialização e a nova geração de Samba-Rockers.

Essa atividade faz parte da Ação em Rede “Do 13 ao 20 (Re)Existência do Povo Negro”.

Com Nego Júnior, fotógrafo. Formado em design digital pela UNISA, foi diretor de arte em diversas agências de publicidade. Também atua como produtor cultural. É fundador do projeto cultural Samba Rock Na Veia.

Com Marcos Matolli, músico e compositor dedicado ao Samba-Rock. É um dos fundadores da banda Clube do Balanço. Integrou a equipe que articulou a patrimonialização do Samba-Rock junto ao Conpresp do município de São Paulo.

Com Luciana Xavier, profª da UFABC. Doutora em Comunicação Social pela UFF. Possui graduação em Comunicação Social, Jornalismo pela UFRJ e Mestrado em Comunicação pela UFBA. Atua principalmente nas áreas de Estudos Étnico-Raciais, Música Popular, Estudos Culturais, Gênero, Mídia e Comunicação.

Com Mateus B. Kuschick, músico graduado e mestre em Etnomusicologia pela UFRGS. Doutor em Música pela Unicamp.

Com Luís Vagner, cantor, compositor e instrumentista. É considerado um dos fundadores do Samba-Rock.

Com Néia Limeira, mulher negra e periférica. Formada em Marketing pela UNISA e cursa pós graduação em Gestão de Projetos Culturais e Eventos no CELACC-USP. É Produtora Cultural e se dedica há mais de dez à cultura samba rock.

Com Osvaldo Pereira, considerado o primeiro DJ do Brasil. Criou a Orquestra Invisível Let´s Dance, promovendo bailes sem a presença de orquestra, utilizando um sistema de som montado por ele próprio. Foi essencial na cena dos bailes no surgimento do Samba-Rock.

Com Américo Rodrigues, baterista. Fundou as bandas Caravana Três e Bem Balanço, com as quais se apresentou em rádios e TVs locais, apresentou-se em temporadas no Grazie a Dio, Di Quinta, Blen Blen, Sesc Pompéia e Borboun Street. Trabalhou com as melhores bandas paulistanas de Samba-Rock.

(Foto: Nego Junior)
 

Ações para a Cidadania

É o Samba-Rock, meu irmão!: Samba-Rock como Patrimônio Imaterial Paulista

Classificação etária: Acima de 16 anos
Essa atividade aconteceu de 07/05/2019 a 09/05/2019
no Sesc Centro de Pesquisa e Formação.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Cursos e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo.