Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Pesquisa em Foco - Apresentação de bases de dados, estudos, mapeamentos e investigações relacionadas ao campo da cultura. saiba mais

Dana Marcos Aristicth (ARISTICTH, 1995, p. 6) 2

Estudo discute a visibilidade e a invisibilidade no Brasil dos ciganos oriundos do Leste Europeu entre as décadas de 1930 e 2000. Os ciganos Roma chegam ao Brasil no bojo do movimento imigratório moderno, compreendido entre o período pós-abolição e a Segunda Guerra Mundial. As comunidades ciganas, apesar da marginalidade identitária, preservam uma herança cultural com códigos morais, religiosos e linguísticos peculiares que influenciam a esfera simbólica da cultura brasileira.

A pesquisa aborda o fenômeno paradoxal da visibilidade e invisibilidade dos ciganos no quadro identitário brasileiro contemporâneo. O estudo combina pesquisa arquivística e trabalho de campo, realizada em comunidades ciganas nas Regiões Sul e Sudeste do Brasil. São discutidos tópicos relacionados à imigração, identidade, políticas de Estado, etnicidade, representação e política étnica, entre as décadas de 1930 e 2000.

Com Brigitte Grossmann Cairus, doutora em História pela UDESC. Mestre em História da Diáspora Africana pela York University, Canadá.  Docente no polo de Educação à Distância - NEAD da Uniasselvi em Indaial, Santa Catarina e colaboradora do LEER-USP.

(Foto: Aristichth)
 

Ações para a Cidadania

Ciganos no Brasil: imagens e identidades diaspóricas na contemporaneidade

Classificação etária: Acima de 16 anos

Essa atividade aconteceu em 28/02/2020 no Sesc Centro de Pesquisa e Formação.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Cursos e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo.