“Entre Vistas”, a Jundiaí na memória de seus habitantes

25/01/2022

Compartilhe:

Entre as ruas, casas, prédios, carros, pessoas vivem suas vidas em cidades diversas. Registrando fatos, acontecimentos, percorrendo caminhos, lugares e criando memórias. Em qualquer comunidade urbana, pessoas lembram de tempos idos, seus começos e, com as alterações oriundas do chamado progresso, encontram na memória os lugares que elas se encontram acolhidas.

Entre Vistas: cidades que vivem nas memórias” é uma ação desenvolvida com o Trabalho Social com Idosos (TSI) do Sesc Jundiaí, realizado de setembro a dezembro de 2021, que buscou resgatar a Jundiaí que vive nas memórias de idosas e idosos participantes do TSI e de pessoas convidadas moradoras da cidade de Jundiaí. Diante de depoimentos aliados ao minucioso trabalho de pesquisa do historiador Alexandre Oliveira, essas memórias e o estudo histórico de imagens de época, se entrelaçaram em afetos, fatos, sentidos e interpretações que oferecem uma outra narrativa para a história da cidade, registradas em uma websérie e uma publicação digital.

“Muitas coisas da cidade podem não existir materialmente, mas existem nas cidades de Jundiaí que vivem nas memórias de seus moradores e moradoras”

Alexandre Oliveira, historiador

“O projeto convidou idosas e idosos de Jundiaí para contribuir com narrativas plurais sobre suas memórias e histórias da cidade. A proposta pautada no protagonismo das pessoas idosas, buscou explorar relatos de vivências, imagens de época e, a partir delas, despertar significados de outros tempos que também constituem as nossas leituras da história de alguns lugares da cidade”, explica Paula Cristina Bernardo, animadora cultural responsável pelo TSI do Sesc Jundiaí e pelo projeto Entre Vistas.

Distribuído ao longo de cinco episódios em uma playlist disponível no canal do Sesc Jundiaí no YouTube, são retratados os tempos do início do desenvolvimento da cidade, como eram as relações entre as pessoas e as memórias mais afetivas, sejam de bairros, nos espaços públicos e privados, bem como, os acontecimentos que relacionam o passado e o presente da cidade, e suas reflexões para o futuro.


Além da websérie, uma publicação digital reúne uma rica pesquisa historiográfica elaborada pelo historiador responsável pelo projeto, Alexandre Oliveira.  ”O projeto trabalha com duas dimensões muito importantes para compreendermos o mundo e a nós mesmos: a história e a memória. Na série e na publicação, estas dimensões se entrelaçam e ajudam a entender uma à outra. Com esse trabalho buscamos dar visibilidade ao que não está mais presente no cotidiano da maioria dos moradores da cidade. Muitas coisas da cidade podem não existir materialmente, mas existem nas cidades de Jundiaí que vivem nas memórias dos seus moradores e moradoras”, destaca Alexandre. A publicação é possível de ser visualizada abaixo.

 

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.