Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

A Nova Música Brasileira

Luedji Luna tematiza a diáspora africana e explora diferentes texturas vocais e instrumentais.
Luedji Luna tematiza a diáspora africana e explora diferentes texturas vocais e instrumentais.

Em junho, o Sesc Ribeirão Preto preparou uma programação musical intensa. De 23 a 25/6, a Mostra Autoral No Gogó traz uma série de apresentações com artistas da nova geração de cantores e compositores da música brasileira. Nomes como Cicero, Helio Flanders, Phill Veras, Rubel e Pedro Altério ocupam o Galpão, Auditório e Área de Convivência em 3 dias de shows e bate-papos.

A mostra é reflexo das andanças e parcerias da cantora e compositora francana Larissa Baq. "Eu sempre circulei muito e por diversos meios, a música me levou até caminhos que eu jamais imaginei. Conheci em cada canto um tanto de gente talentosa fazendo música. Como não sonhar com um dia em que poderíamos estar todos reunidos, trocando, se ouvindo, debatendo, se misturando? No Gogó surgiu da noção de que existe sim muita gente atuando no cenário da música independente no Brasil. Existe um público a fim de estar próximo disso, que já conhece ou está aberto a conhecer. Tem uma música sendo feita agora, enquanto você lê essas linhas aqui. Só depende de nós fazer com que essa música alce voo", comenta Larissa.

Tendo como ponto de partida a produção nacional autoral e independente, a equipe técnica do Sesc Ribeirão Preto e a cantora reuniram um time de peso para a programação. No dia 23 de junho, primeiro dia de mostra, Pedro Altério, integrante do grupo 5 a seco, chega acompanhado pelo pianista Bruno Piazza, do Trio Oritá. A dupla desfia as criações presentes no álbum "Música dos Dois" e no DVD "Noite de Primavera" às 19h, no Galpão. Às 20h, o músico carioca Castello Branco apresenta o show "Partilha", com composições novas e de seu álbum de estreia, "Serviço" em formato voz, violão e leitura. Às 21h, Helio Flanders assume o palco do Galpão de Eventos. Ao lado do violoncelista Bruno Serroni, o vocalista e principal compositor da banda Vanguart  mostra o repertório de seu primeiro disco individual, "Uma Temporada Fora de Mim", inspirado no tango, na solidão das grandes cidades e na canção melodramática.

Um bate-papo mediado por Larissa Baq abre o segundo dia de mostra, às 16h. No Encontro de Compositores, Pedro Altério, François Muleka e Luedji Luna misturam conhecimento e composições em uma boa e velha roda de violão. Com o pianista Breno Ruiz, Barbara Rodrix antecipa músicas de seu álbum "Eu Mesmo", ainda inédito, que conta com duas músicas de seu pai, Zé Rodrix às 19h. Acompanhado exclusivamente de seu violão, François Muleka cria canções sob influência da música brasileira e da tradicional africana. Essa síntese está registrada nos álbuns "O Feijão e o Sonho" e "Limbo da Cor" que, junto com outras obras inéditas, compõem o setlist de seu show. O músico sobe ao palco do Auditório às 20h. Phill Veras fecha a programação do segundo dia a partir das 21h. Com três álbuns de carreira – "Carpete, "Gaveta" e "Valsa e Vapor" – , o jovem maranhense injeta doses de melancolia e romantismo em seu pop-rock. Interpreta ainda duas composições ainda não lançadas.

A programação do dia 25 de junho começa com um debate sobre a música independente. No bate-papo, que também conta a mediação de Larissa Baq, Rubel, Pedro Altério e Tó Brandileone trocam experiências sobre o atual mercado musical e contam como é viver de música independente no Brasil. Às 17h, Tó Brandileone e Zé Luis Nascimento abrem o último dia de shows. Integrante do coletivo 5 a seco, o violonista Tó divide o palco com Zé Luis, percussionista com amplo trânsito na Europa, para apresentar o espetáculo "Eu Sou Outro". Acompanhada pela multi-instrumentista Ana Karina, Luedji Luna apresentam na Área de Convivência "Um Corpo no Mundo", show no qual tematiza a diáspora africana e explora diferentes texturas vocais e instrumentais às 18h. Às 19h é a vez de Rubel, um dos destaques da atual cena musical carioca, misturar MPB e o folk no palco do Auditório. É do cantor carioca Cicero a responsabilidade de encerrar a Mostra No Gogó, às 20h. Além das músicas de seus dois primeiros álbuns, o músico canta faixas de seu terceiro título, "A Praia", em que privilegia arranjos com metais e elementos eletrônicos. Com Bruno Schulz (acordeom e sintetizadores), Gabriel Ventura (guitarra), Cairê Rêgo (baixo) e Uirá Bueno (bateria).

Os ingressos online já estão disponíveis no portal e a venda nas bilheterias começa no dia 15/6, quarta-feira, a partir das 17h30. As apresentações de Castello Branco, François Muleka e Luedji Luna são gratuitas e tem acesso livre.

Outras programações