Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Macabros: o especial de dar medo

Diário de um Exorcista: zero<br>Foto: Reprodução
Diário de um Exorcista: zero
Foto: Reprodução

O coração dispara, as mãos gelam, o corpo fica tenso. Alguns até tapam os olhos para não ver a próxima cena. Os filmes de horror, apesar de provocar o susto e o medo, atraem muitos espectadores. Para apresentar a nova face do cinema de horror nacional, o Sesc Rio Preto traz no mês de julho dez filmes do gênero, produzidos nos dois últimos anos, no especial Macabros: O Novo Cinema de Horror Brasileiro.

Desde 1908, o horror vem, mesmo que timidamente, sendo adotado pelo cinema brasileiro. Os enredos são variados, desde crimes abordados de maneira sensacionalista, como Os Estranguladores do Rio, comédias musicais com histórias de assombração e de cientistas malucos, até histórias de suspense e mistério com toques sobrenaturais. Mas foi a partir das produções de José Mojica Marins, o Zé do Caixão, no ano de 1960, que o gênero se expandiu.

A mostra tem curadoria de Carlos Primati, jornalista, crítico de cinema e referência na pesquisa do cinema de horror no Brasil, e é composta por títulos mais recentes do gênero.

O Diabo Mora Aqui, filme dirigido por Dante Vescio e Rodrigo Gasparini, abre a programação no dia 13, quarta, às 20h. Após a exibição, Marcel Izidoro, produtor do filme e Carlos Primati falam sobre os desafios e as conquistas do novo cinema de horror brasileiro.

No dia 14, quinta, também às 20h, a atração é o longa A Casa de Cecília, com direção de Clarissa Appelt. Condado Macabro, dirigido por Marcos DeBrito e André de Campos Mello, é o terceiro a ser exibido. Ao final da exibição, acontece o bate-papo Filmando o Macabro, com o diretor Marcos DeBrito, o maquiador de efeitos Fábio Servullo e o produtor Adriano Liro. O trio comenta todo o processo de criação, produção e filmagem do longa, que foi vencedor do prêmio de Melhor Filme no festival Fantaspoa, a maior vitrine do cinema fantástico no Brasil. 

Mar Inquieto, Diário de um Exorcista: Zero, Através da Sombra, Sinfonia da Necrópole, As Fábulas Negras, Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois e A Percepção do Medo integram a lista da mostra.

Além das exibições, o especial também conta com atividades formativas com os realizadores. Uma delas é a oficina Filme sua Morte, nos dias 16 e 17, com a equipe do filme Condado Macabro. Nela serão apresentadas noções básicas de construção dramática para roteiro e direção de cena, materiais necessários para efeitos visuais, além de atividades práticas.

Também faz parte da programação o curso 80 Anos de Horror no Cinema Brasileiro nos dias 23 e 24. Durante as aulas, Carlos Primati, curador da mostra, fala sobre a trajetória do horror nos filmes brasileiros e exibe trechos de filmes, documentários e entrevistas para compor um panorama completo ao longo das décadas.

Para participar das atividades é preciso se inscrever pelo e-mail inscricao@riopreto.sescsp.org.br ou na Central de Atendimento do Sesc.

Já as exibições acontecem no Teatro e a entrada é gratuita. Os ingressos estarão disponíveis para retirada uma hora antes do início de cada sessão, por ordem de chegada. Verifique a classificação indicativa de cada filme.

Para filmes com classificação 18 anos, não será permitida a entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados de pais ou responsáveis.

Confira a programação completa aqui.

Outras programações