Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Assista ao vivo o Esporte em Jogo

Assista ao vivo, a partir das 19:30:

O Esporte em Jogo é uma série de oito encontros mensais que reúne especialistas da área de esportes, atletas, treinadores e convidados especiais. Cada encontro tem um tema específico a ser debatido, com a mediação do jornalista esportivo José Trajano. O público pode interagir com os convidados, formulando perguntas e solucionando dúvidas. Além disso, ao longo do encontro, são exibidos vídeos com pequenas reportagens que fomentam o debate.

Em junho, a programação vem com a temática Preconceitos: Uma Corrida de Obstáculos.

Nos ambientes esportivos se vende a ideia de que todos são iguais. De que todos recebem o mesmo tratamento. De que todos são respeitados. Não é bem assim.

Ao longo dos anos, o preconceito esteve e ainda está presente nos ambientes esportivos. A participação da mulher e do negro no esporte, a opção sexual do e da atleta são alguns dos preconceitos históricos, sociais e culturais que precisam ser vencidos.  O que tem sido feito para combatê-lo e para que todos possam ser tratados com respeito e exercer seus direitos? Por causa dele, homens e mulheres tiveram suas carreiras interrompidas ou precisaram suportar serem humilhados até o fim delas. Mas há quem teve e tem coragem para enfrentar a homofobia, o racismo e todo tipo de preconceito.

Este assunto, delicado e que não pode ser escondido, é o centro do quarto encontro do Esporte em Jogo com:

Silvana Vilodre Goellner - Doutora em Educação pela Unicamp e pós-doutora pela Universidade do Porto (Portugal). É pesquisadora sobre o estudo de gênero no esporte e professora na graduação e pós-graduação no curso de Educação Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordena o Centro de Memória do Esporte da ESEF/UFRGS e o GRECCO - Grupo de Estudos sobre Espore, Cultura e História.

Diogo Silva - atleta de Taekwondo, modalidade que iniciou a praticar ainda criança, representou o Brasil nos Jogos Olímpicos em 2004 (Atenas) e 2012 (Londres). Conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos em 2003 (Santo Domingo) e o ouro nos Jogos Pan-Americanos em 2007 (Rio de Janeiro). Em 2015 chegou a ser afastado da seleção por denunciar a falta de estrutura e a desorganização na direção da modalidade. O preconceito, Diogo sentiu na pele nas abordagens policiais, nas quais quase sempre ele era o escolhido para ser revistado. Simplesmente por ser negro.

O próximo encontro acontece no dia 27/07, com o tema Esporte de alto rendimento: a escolha vale a pena?

Outras programações