Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Mostra Prata da Casa – Uma semana de novos sons!

Entre os dias 14 e 18 de fevereiro, o Sesc Pompeia apresenta a Mostra Prata da Casa, que reúne destaques que estiveram na programação do projeto em 2016. 

O projeto encarrega-se de ser um espaço democrático que apresenta diversificada programação cultural,  e carrega em sua bagagem inúmeras histórias.
Levantamos 5 curiosidades que podem aguçar a vontade de conferir a mostra atual.

1) O projeto tem o objetivo de divulgar novos talentos da música nacional e completou 17 anos de vida em 2016.

2) Nesses 17 anos, o projeto teve curadoria da equipe de programação do Sesc Pompeia e consultoria de 13 convidados; são eles:

Mauro Dias (junho -1999 a junho -2000 / outubro - 2001 a março - 2002)
Carlos Calado (agosto - 2000 a setembro - 2001 / abril - 2002 a junho - 2003)
Israel do Vale (setembro - 2003 a fevereiro - 2004)
Lauro Lisboa (abril - 2004 a maio - 2005)
Pedro Alexandre Sanches (setembro - 2006 a abril - 2008)
Carlos Bozzo (julho - 2005 a agosto - 2006)
Patrícia Palumbo (maio - 2008 a junho - 2009)
Marcus Preto (julho - 2009 a setembro - 2010)
Alexandre Matias (2012)
Beto Vilares (2013)
Marcelo Costa (2014)
Carlos Eduardo Miranda (2015)
Ricardo Alexandre (2016)

3) Em sua edição mais recente, em 2016, passaram pelo Prata da Casa 29 bandas, de 10 Estados, das 5 regiões do país

4) Em 2016, mais de 10.000 pessoas assistiram aos shows na Comedoria

5) Dá só uma olhada em quem já passou pelo projeto:

Emicida, Tulipa Ruiz, Russo Passapusso, Francisco, el Hombre, Aláfia, Max BO, O Terno, Silva, Ceumar, Vanessa da Mata, Trio Curupira, Cidadão Instigado, Swami Jr., Curumin, Rômulo Fróes, Mombojó, Fabiana Cozza, Ceu, Mariana Aydar, Sandália de Prata, Vanguart, Apanhador Só, Academia da Berlinda, Anelis Assumpção, Pélico, Marcelo Jeneci, Karina Buhr, Trupe Chá de Boldo, Tiê, Baiana System, Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Ellen Oléria, Bixiga 70, Rashid, Carol Conká e Projota.

Prepare-se então para o intensivo de bandas que integram esta edição:

Terça, 14/2 - Carne Doce (GO) + Ventre (RJ)

Fruto da interação do casal Salma e Macloys, acompanhado de João Victor Santana, Ricardo Machado e Aderson Maia, Carne Doce teve seu primeiro álbum eleito um dos melhores nacionais em 2014, tocando em importantes festivais e casas de shows brasileiros, incluindo Circo Voador (RJ), Festival DoSol (RN), Coquetel Molotov (PE), Transborda (MG) e Bananada (GO). Na Mostra, a banda lança o videoclipe da canção “Falo”. 



Formado em 2012, Ventre é um power trio carioca formado por Gabriel Ventura, Hugo Noguchi e Larissa Conforto. Em 2014, ganharam visibilidade pelos vídeos ao vivo das faixas “Carnaval” e “Pernas”. Nesse período, testaram e amadureceram sua sonoridade, resultando em um disco de estreia, “Ventre”. 
 

Quarta, 15/2 - Duda Brack (RS) + Laya (CE)

Duda Brack se apresentou na edição de abril do Prata da Casa 2016. Tinha lançado seu primeiro álbum, intitulado “É”, em que recriou composições de aristas contemporâneos como Dani Black, Celso Viáfora, Carlos Posada e César Lacerda. O disco tem produção musical de Bruno Giorgi e traz arranjos subversivos e originais, assinados por Duda e sua banda.

Antiga vocalista da banda O Jardim das Horas, Laya lançou, no Prata da Casa 2016, um álbum homônimo com 14 faixas novas, que juntam os ritmos nordestinos ao rock ao tropicalismo e a psicodelia. Laya sobe ao palco acompanhada pelos músicos Igor Caracas (percussão),Thomas Harres (bateria), Guilherme Kafé (baixo) e Danilo Penteado (contrabaixo).

Quinta, 16/2 - Two Wolves (GO) + E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante (SP)

Formada em 2011, a Two Wolves faz parte do universo indie-rock e traz sonoridades que podem lembrar a era oitentista e a musica eletrônica, remetendo tanto a bandas clássicas, como U2 e A-ha, quanto a bandas do cenário contemporâneo, como Kings of Leon, Two Doors Cinema Club e The 1975.

E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante

é uma banda de pós-rock instrumental que chama atenção por suas referências de punk, jazz e música eletrônicas. Na apresentação do Prata da Casa de 2016, lançaram a edição vinil do trabalho “Medo de Morrer | Medo de Tentar”.


 

Sexta, 17/2 - Inglês (SP) + The Outs (RJ)

Natural de São José dos Campos, Inglês estreou na cena do rap em 2012 com o grupo Distúrbio Verbal. Em 2014, anunciou seu desligamento da banda e nova fase de sua carreira. “Nova Época” é seu primeiro álbum solo, lançado em 2015, e conta com produções de Moita, Willian Monteiro e Neomai [ESP].

Fonte da nova cena psicodélica brasileira, a The Outs mescla texturas e experimentações sonoras com harmonias pop e lançou, no Prata da Casa 2016, o álbum “Percipere”, com composições em português. A banda é atração confirmada para o Lollapalooza 2017.

 

Sábado, 18/2 - Barro (PE) + Güido (SP)

Barro atua há mais de 10 anos na cena musical como compositor, cantor e instrumentistas, passando por diversos grupos. Mescla influências de sua cultura com sonoridades pop. O pernambucano lançou, no ano passado, seu primeiro álbum, intitulado “Miocardio”.

Formada em 2011 em Assis, interior de São Paulo, a Güido lançou seu primeiro álbum em 2012, “Triste Cru”. O segundo trabalho, “Coragem!” (2014), reúne 11 faixas ininterruptas de rock, com traços de jazz, soul e psicodelia. No Prata da Casa do ano passado, se apresentaram com sua primeira turnê, chamada “CO NE SE”.



 
E para o esquenta, preparamos esta playlist:

Outras programações