Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Língua Transatlântica

As palavras aportam em nossos ouvidos depois de cruzar um mar. São sussurros, gritos, versos, como uma nação pedindo passagem. Trajam vestes distintas, suas peles em diferentes cores, e  carregam a diversidade no olhar. Através de séculos história adentro, a busca de palavras para definir essa (re)aproximação decorre desnecessária: a irmandade se faz por meio da língua.

Encontro: Ato ou efeito de encontrar, de estar diante de alguém; colisão de dois corpos; confluência de rios: encontro de águas.

Desta forma, como num encontro de águas vindas de diferentes lugares, mas que fluem harmoniosamente, a mostra ”Yesu Luso - Teatro em Língua Portuguesa” nos convida a misturar-nos e a ouvir essas vozes que falam da mesma forma, embora soem destoantes, como um eco que retorna após ricochetear paredes.

Cinco países nos quais o português é a língua oficial, mas onde as idiossincrasias reverberam peculiaridades sobre a produção teatral. Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal são as nações que participam desta mostra e invadem os palcos do Sesc Ipiranga de 02 a 11/6. O Brasil, como país sede, estará representado na figura de dois grandes diretores: Eduardo Tolentino, à frente da Companhia de Teatro de Braga, com o espetáculo “Um Picasso”, do dramaturgo norte-americano Jeffrey Hatcher; e Marco Antonio Rodrigues, na direção do Grupo Teatrão e da peça “As Três Irmãs (Making Of)”, inspirada na obra de Anton Tchekhov (1860-1904).

A programação se estende por mesas de debate, encontros e oficinas, que trazem à tona temas como violência sexual, desigualdade de gênero e problemas sociais, ao passo que propõe olhares sobre a relação da lusofonia na abordagem e entendimento desses conteúdos.

De origem bantu, num dialeto moçambicano “Yesu” quer dizer “nosso”, e “Luso” faz referencia a Portugal, e é a partir desta composição que a mostra Yesu Luso convida a todos a se apropriarem da origem que nos espalhou pelo mundo, e partindo desta fragilidade fragmental estruturar um panorama ao mesmo tempo uníssono e diverso.

Várias cabeças, muitos corações e uma só língua; o que parece descrever um monstro mitológico, na verdade, é apenas nosso reflexo compartilhado e luminoso feito luz de caleidoscópio.

Outras programações

Teatro

Cuco - A Linguagem dos Bebês no Teatro

Cuco - A Linguagem dos Bebês no Teatro

SESC Avenida Paulista

à venda na unidade a partir de
10/07

Saiba mais

Teatro

Cuco - A Linguagem dos Bebês no Teatro

Cuco - A Linguagem dos Bebês no Teatro

SESC Avenida Paulista

à venda na unidade a partir de
10/07

Saiba mais