Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Seminário - Desperdício de alimentos e desafios nutricionais: conflitos da modernidade

Sustentando o próprio movimento da vida, a alimentação diz respeito a um tipo de representação cujo significado torna-se mais perceptível quando nossa compreensão transcende os imperativos da simples sobrevivência. Sua simbologia vai muito além de uma atitude instintiva, biológica, atravessando tradições, crenças, modos de pertencimento e de expressão.

Nutrir-se é, efetivamente, consumir imaginários, devorar sentidos e partilhar cuidados. As situações de insegurança alimentar que atingem grande parte da população mundial, assim, implicam não somente o comprometimento de suas condições físicas de existência, como também o distanciamento de importantes formas de sociabilidades, que lhes garantem um sentido de humanidade.

Corpos vulneráveis são os corpos circunscritos a zonas de privação – de comida, de nutrientes, de direitos, de dignidade. Seus trajetos delineiam uma cartografia da fome, resultado da convergência de vários fatores: perda de direitos, crise econômica, inacessibilidade à renda e a condições adequadas de trabalho, o agronegócio em detrimento das produções locais, a presença das corporações transnacionais, a insatisfatória distribuição e o desperdício de alimentos.

Pensando-se em ações possíveis na perspectiva da garantia ao atendimento das necessidades nutricionais básicas dos indivíduos, o compromisso com o não desperdício talvez seja uma das principais medidas relacionadas à planificação do desenvolvimento local sustentável. Nas várias etapas da cadeia produtiva – desde a colheita, passando pela distribuição até chegar ao consumo final –, toneladas de mercadorias são perdidas ou desprezadas, mesmo ainda estando na condição de compor as refeições de milhares de pessoas. Uma gestão eficiente dos recursos passa por práticas e iniciativas voltadas ao aproveitamento de itens diversos, que não têm mais um valor de mercado, reduzindo os impactos ambientais, sociais e econômicos.

Na perspectiva de que todos podemos contribuir para reduzir essas perdas, o Sesc destaca as ações do Mesa Brasil, criado em 1994, com o intuito de reforçar a importância das soluções coletivas locais na formação de redes de cooperação e de compartilhamento de saberes voltadas ao aproveitamento do aparentemente descartável. Reunindo empresas doadoras, instituições sociais e voluntários, o programa reforça o princípio da alimentação como um direito humano básico, que deve ser acessível a todo e qualquer cidadão.

Diretor Regional Sesc SP - Danilo Santos de Miranda

Atendendo ao caráter educativo do Programa Mesa Brasil Sesc, o Sesc Santos realiza, de 25 a 26 de outubro, o Seminário – Desperdício de Alimentos e Desafios Nutricionais: Conflitos da Modernidade, com a proposta de contribuir para uma reflexão sobre as perspectivas na produção de alimentos e sobre a necessidade de transformação do panorama atual com o envolvimento de toda a sociedade no combate ao desperdício de alimentos.

As inscrições para o Seminário podem ser realizadas pela internet ou diretamente na Central de Atendimento do Sesc Santos, a partir do dia 25 de setembro.

Confira abaixo a programação completa:

25/10 (quarta)

13h | Credenciamento

14h às 16h | Conferência de abertura: O sistema alimentar e sua influência no ciclo do desperdício de alimentos. Abordagem sobre o panorama mundial do desperdício ao longo do  sistema alimentar e seu impacto social, ambiental, econômico e político. Com Walter Belik - Professor titular de Economia Agrícola (UNICAMP), Doutor em Economia (UNICAMP) e Mestre em Economia aplicada a Administração (FGV). É membro da High Level Panel of Experts do Comitê das Nações Unidas para a Segurança Alimentar Mundial e é membro do SAVE FOOD BRASIL.

16h | Intervalo para café

16h30 – 18h30 | Mesa Redonda: Fome e obesidade: os desafios nutricionais da modernidade. Reflexão sobre as contradições entre o desperdício e a falta de acesso a alimentos de qualidade e suas implicações na saúde da população. Com Daniela Frozi e Lis Furlani Blanco.

Daniela Frozi - Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com mestrado em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e doutorado em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente é membro do comitê executivo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (RBSSAN), é Conselheira Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional  e Coordenadora de Comissão Permanente do Direito Humano a Alimentação Adequada (CONSEA Nacional).

Lis Furlani Blanco - Bacharela e Licenciada em Ciências Sociais e Mestra em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Foi pesquisadora visitante na Universidade de Barcelona, Espanha, no Observatório da Alimentação (ODELA). Doutoranda em Antropologia Social pela Unicamp desenvolve pesquisas acerca de temas da Antropologia da Alimentação e Antropologia Política. Atualmente realiza sua pesquisa de doutorado com a temática das Políticas Públicas de Combate a Fome, no Brasil

26/10 (quinta)

14h às 15h30 | Conferência: Comer é um ato político. Discussão sobre a importância da educação alimentar e nutricional para geração de um consumidor com pensamento crítico em torno da alimentação, considerando os aspectos nutricionais, ambientais, culturais e econômicos. Com Juliana Casemiro -Nutricionista. Doutora em Educação em Ciências e Saúde. Professora Adjunta do Departamento de Nutrição Social do Instituto de Nutrição da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pesquisadora associada do Centro de Referência em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN). Secretária Executiva do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. (FBSSAN).

15h30 | Intervalo para café

16h às 18h30 | Mesa Redonda: O enfrentamento do desperdício de alimentos - Políticas Públicas e Iniciativas Privadas. Abordagem sobre as perspectivas para a transformação do panorama atual e o envolvimento de toda a sociedade para prevenir e reduzir as perdas e o desperdício de alimentos. Com Marcelo Henrique Bezerra, Dercílio Pupin e Chef Bel Coelho.

Marcelo Henrique Bezerra - Analista Técnico de Políticas Sociais e Coordenador Substituto de Equipamentos Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional – Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Dercílio Pupin - Produtor familiar orgânico. Formado em Filosofia e Pedagogia. Fundador da Família Orgânica e Presidente do CONSEA  de Piracaia (SP).

Chef Bel Coelho - premiada chef do restaurante Clandestino e apresentadora do Receita de Viagem (TLC Discovery). Formada pelo Culinary Institute of America (CIA). Conhecedora dos ingredientes brasileiros, traz um pouco de sua vivência e processo criativo dentro da cozinha.

Inscrições (válida para todo o Seminário):
a partir do dia 25 de setembro, no site (clique aqui) ou na Central de Atendimento.
R$ 12,00 - trabalhador do comércio, de bens, serviços, turismo e dependentes
R$ 20,00 - aposentados, pessoas com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante.
R$ 40,00 - demais interessados.

Outras programações

Alimentação

Gosto da terra: os alimentos e suas propriedades e identidades culinárias - Arroz e feijão

Gosto da terra: os alimentos e suas propriedades e identidades culinárias - Arroz e feijão

SESC Vila Mariana

Saiba mais