Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Oficinas e vivências marcam a edição de férias do Boteco da Diversidade

Ilustração: Laerte
Ilustração: Laerte

O Sesc Pompeia tem duas novidades para 2018: a primeira, é que tem Boteco da Diversidade nas férias; a segunda, é que o formato dele estará bem diferente!
De 11 de janeiro a 24 de fevereiro, acontece 2ª edição do Boteco de Férias, que conta com atividades ministradas por artistas, coletivos e ativistas que estiveram presentes nas edições do segundo semestre de 2017.

Os temas tratados serão: Visibilidade Gorda (agosto); Refúgio e Migração (setembro); Vida Fora do Cárcere (outubro); Etnias e Resistência (novembro); e Direitos Humanos (dezembro).

Djamila Ribeiro. Foto: Camila Cetrone
Djamila Ribeiro. Foto: Camila Cetrone

A feminista e colunista da Carta Capital, Djamila Ribeiro, abre a edição mediando, no dia 11/1, uma conversa sobre lugar de fala, abordando o direito a voz, pautas deslegitimadas e escrita acadêmica.

Outros destaques são o Ateliê Móvel V I V E R  A  C I D A D E (17 e 18/2), com o grafiteiro Mauro Neri, conhecido por grafitar pequenas casas amarelas pela cidade de São Paulo, acompanhadas de figuras alongadas olhando para cima e conjugações como v i v e r  a  c i d a d e; e a Oficina de Turbante: Entrelaçando as Ideias (3/2) que, ministrada pela rapper Preta Rara, usa da influência afro-brasileira para empoderar mulheres, por meio de torsos e adornos. 

Graffiti de Mauro Neri.
Graffiti de Mauro Neri

O Grupo Me Gusta de dança, formado por mulheres gordas, ministra em duas datas (16 e 18/1) a oficina Dança de Tudo Para Todxs, que traz diferentes ritmos e temáticas da dança brasileira e latina para mexer o esqueleto. Para entender o peso das artes cênicas na discussão sobre direitos humanos, os atores Fernanda Azevedo e Fernando Kinas, da Kiwi Companhia de Teatro, falam, no dia 30 de janeiro e 1º de fevereiro, sobre Vivência e Teatro Documentário Hoje, propondo experiências para exercitar a prática.


Grupo Me Gusta. Foto: Dante Mikael.
Grupo Me Gusta. Foto: Dante Mikael.

Performances também ajudaram a construir as representações dos temas nas edições Vida Fora do Cárcere e Refúgio e Migração. Na primeira, a Truple Olho da Rua apresentou a performance Blitz – O Império que Nunca Dorme e, neste Boteco de Férias, os integrantes estão à frente da Vivência Teatral No Olho da Rua, no dia 27 de janeiro. Na edição de setembro, o artista congolês Shambuyi Wetu trouxe uma performance que enfatiza a experiência da diáspora e a situação do negro no mundo. No dia 25 de janeiro, ele ministra Luendu (Trajetória), em que usa as tensões políticas, o espaço público e o corpo para criar uma prática performática.

Trupe Olho da Rua. Foto: Matheus José Maria
Trupe Olho da Rua. Foto: Matheus José Maria

Além de Shambuyi, representam a República Federativa do Congo o artista Lavi Kasongo, com a oficina de pintura e experimentação As Cores da África (20/1), e o ator e produtor cultural refugiado Pitchou Luambo, que fala sobre a cozinha congolesa em Alimento e Cultura do Congo (20/2).
A cultura indígena também tem seu espaço com a leitura poética e musical do conto O Boto Mandigueiro e outras histórias pela voz de Márcia Wayna Kambeba, em A Amazônia: Da Proa da Canoa (13/1), e o Encontro de Rap Indígena com Brô MC’s e Kunumí MC, que acontece no dia 23 de fevereiro, na Área de Convivência.

Kunumí MC. Foto: Carol Vidal
Kunumí MC. Foto: Carol Vidal

A jornalista Flávia Durante fecha as atividades do Boteco de Férias, no dia 24 de fevereiro, com o bate-papo Gordofobia e Empreendedorismo Plus Size. Ela produz, desde 2012, o Pop Plus, feira de moda e cultura plus size que recebe cerca de 10 mil pessoas por edição. Ao longo desses cinco anos, Flávia procura quebrar preconceitos que envolvem a moda direcionada para homens e mulheres gordas.

Preta Rara e Flávia Durante. Foto: Dante Mikael
Preta Rara e Flávia Durante. Foto: Dante Mikael

As oficinas do Boteco de Férias são gratuitas. Os ingressos podem ser retirados na Loja Sesc, com 30 minutos de antecedência do início das atividades. O Boteco de Férias é uma oportunidade para colocar, de forma irreverente, a arte e a política em diálogo.

Clique aqui e confira a programação completa.

--

Sesc ao pé do ouvido
Playlists criadas especialmente por artistas convidados e outras inspirações estão no perfil do Sesc SP.
Bom para acompanhar você quando estiver correndo, com saudade do Angeli e do Laerte dos anos 80 e outras cositas más. Escolha sua plataforma e chega mais!

  

Outras programações