Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Protagonismo feminino na programação de março

Elisa Lucinda apresenta o espetáculo
Elisa Lucinda apresenta o espetáculo "A palavra como ferramenta" - Foto: Vitor Nogueira

Em março, o Sesc Rio Preto convida para compor sua programação algumas entre as muitas mulheres que, diariamente, quebram barreiras Brasil afora. Nomes que marcaram com suas personalidades e competências ambientes estigmatizados e predominantemente masculinos.

Quem puxa a fila é a atriz, poeta e cantora Elisa Lucinda. No dia 7, ela vai apresentar a palavra poética na música, na vida e na cena, cantando e recitando. Elisa já foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2015, com o livro “Fernando Pessoa, o Cavaleiro de Nada” e também é fundadora da Casa-Poema, instituição voltada para a formação cidadã, por meio da poesia falada.

A partir do dia 8 começa uma série de exibições, bate-papos e oficinas de cinema com Elas em destaque, seja na atuação ou direção. A programação ganhou o nome de “Mulheres no Set” e vale destacar a presença da roteirista Carol Rodrigues nos dias 8 e 9. Carol é uma das roteiristas de “3%”, primeira série brasileira da Netflix, que tem feito grande sucesso.

No dia 12, a pensadora, arquiteta, urbanista e escritora Joice Berth resgata o sentido coletivo de empoderamento a partir das vivências de mulheres negras. Ela é autora do livro “O que é empoderamento?”.

Já no dia 14, serão duas atrações no mesmo dia! A intervenção “O Feminino na Dança” traz bailarinas e grupos de Rio Preto, especialistas em diferentes vertentes da dança, tais como flamenco, dança do ventre, contemporânea e dança de rua. Mais tarde, Ana Cañas sobe ao palco da comedoria, lançando seu novo álbum “Todxs”. Ativista das causas feministas, sua música tem uma atitude rock e sonoridade jazzística, flertando com o rap e o beat, e letras que substanciam o empoderamento feminino e a sensualidade.

As mulheres também vão ressaltar seu papel no campo do turismo, com Mônica Barguil, autora do livro “Mochilando com as deusas”, e a jornalista Michelle Monte Mor, no dia 21. A atividade consiste em um bate-papo sobre mulheres que viajam sozinhas e é uma oportunidade de trocar experiências.

No circo também ‘Tem Palhaça, Sim Senhor!’ Geisa Helena e Fernanda Missiaggia farão uma intervenção para mostrar toda a irreverência das mulheres na arte circense, no dia 31.

Encerrando o mês da mulher, a cantora, compositora, produtora e multi-instrumentista Mahmundi, considerada revelação da música brasileira em 2016, realiza apresentação no Circuito Sesc de Artes, nas cidades de Tanabi, dia 29; Fernandópolis, dia 30, e Jales, dia 31.

Música, dança, cinema, literatura e muito mais!
Todas as atividades são gratuitas.

Outras programações