Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

E se você pudesse ver por dentro da boca?


Você lembra quem te ensinou a escovar os dentes? Possivelmente foram seus pais, professores ou dentista que lhe mostraram o passo a passo e a importância de alcançar cada cantinho para manter a saúde da boca. Hoje contribui para esse aprendizado a possibilidade de viajar pelo tempo-espaço, ficando do tamanho de uma formiga para ver de pertinho o que acontece na boca da gente – ainda que seja no plano da ficção.



Além do atendimento nas clínicas odontológicas, o Sesc São Paulo realiza ações educativas dentro e fora das unidades para estimular os cuidados com a saúde bucal, a autonomia e a qualidade de vida. Buscando alternativas para dialogar com o público infanto-juvenil, Rodrigo Mendes, Coordenador de Odontologia na unidade de Piracicaba e idealizador do projeto “Por Dentro da Boca”, quis oferecer uma outra perspectiva, a partir do uso imersivo da tecnologia digital, para abordar um tema simples, mas essencial: escovar os dentes.

O uso de realidade virtual para fins educativos tem sido cada vez mais frequente por colocar o participante no centro da ação e estimular a interação em uma experiência mais intensa. A tecnologia é uma ferramenta poderosa, que instiga um tempo de atenção maior e faz com que a mensagem chegue de forma mais eficiente e divertida para quem experimenta. Além disso, este recurso possibilita viajar para qualquer lugar: visitar a Cidade do México, passear pelo Museu do Louvre ou experimentar a sensação de estar no fundo do mar – essas são algumas das mais de 900 possibilidades disponibilizadas gratuitamente no Google Expedições, por exemplo. É possível, inclusive, montar seus próprios óculos utilizando papelão e seguindo as instruções do Google Cardboard.

 

 

No caso do “Por Dentro da Boca”, é simulada uma viagem para o interior do corpo da gente. A experiência nos ajuda a ver o que acontece durante o processo de higienização bucal. Após a exibição do vídeo, os educadores que acompanham a vivência convidam o público para compartilhar impressões, dúvidas e desenvolver outras práticas educativas. É também neste momento que um almanaque cheio de curiosidades é disponibilizado para dar continuidade ao aprendizado.

A escova e a pasta são os elementos principais para a higienização, mas nem sempre foi assim. O almanaque nos conta que pó de osso, pó de tijolo, sal e até pimenta já foram usados no lugar do creme dental. A escova também teve outras formas: já foi um graveto desfiado e também um pedaço de bambu com pelos de porco. Só em 1938 foi abandonado o uso de pelo animal e passou-se a utilizar cerdas de nylon. Hoje em dia tem até escova que se conecta ao smartphone para avaliar a qualidade da escovação!
 



 

Só em Piracicaba, mais de 5 mil pessoas experimentaram essa outra forma de falar sobre higiene bucal. A vivência também aconteceu em Jundiaí e hoje se encontra em Araraquara, onde permanece até 15 de setembro. Depois segue para Santo André. Em 2020, a previsão é que o projeto faça parte também da programação das unidades da capital paulista.

***

Confira os horários disponíveis para participar da atividade "Por Dentro da Boca" no Sesc Araraquara clicando aqui

--

Em 2018, 39.157 inscritos foram atendidos nos 145 consultórios odontológicos.

Outras programações