Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Sarampo: quando você se vacina, protege toda a comunidade ao seu redor

A partir de 2018 o sarampo voltou a ser uma preocupação para a população. Desde os anos 2000 não se tinha conhecimento de casos contraídos em território nacional. Hoje, com quase 3 mil casos confirmados no Estado de São Paulo, a doença exige uma força-tarefa para a vacinação e controle da epidemia. 

 

Sarampo é grave?

 

É uma doença viral e pode ser grave, principalmente em crianças menores de cinco anos e pessoas imunodeprimidas. A doença se propaga com facilidade, já que sua transmissão ocorre a partir do contato com gotículas de pessoas doentes ao espirrar, tossir, falar ou respirar.[1] Nos piores casos, ela pode causar sequelas graves e até mesmo ser fatal.

Por isso, a imunização é essencial. Quando você se vacina, protege toda a comunidade ao seu redor. Indivíduos que convivem com HIV ou câncer não podem ser vacinados devido ao tratamento com drogas imunossupressoras. Gestantes também não devem ser vacinadas pela possibilidade de colocar o feto em risco.

A vacina tríplice viral, que protege a população do sarampo, caxumba e rubéola, está disponível para pessoas de 1 a 29 anos de idade nas Unidades Básicas de Saúde. Caso tenha contato com algum caso de suspeita de sarampo, a pessoa deve, independente da idade, dirigir-se a uma UBS para que seja aplicada a vacina de bloqueio. Esse “reforço” é recomendado a todos, mesmo aqueles que estão com o calendário de vacinação em ordem. No município de São Paulo, você pode descobrir os pontos de vacinação mais próximos de você no portal Busca Saúde

Além das já conhecidas manchas vermelhas na pele, o sarampo também tem entre seus principais sintomas a tosse, febre, conjuntivite, coriza, perda de apetite, manchas brancas na parte interna da bochecha, otite, pneumonia e encefalite (infecções no ouvido, pulmão e no cérebro).[2] Se você está com suspeita de sarampo, procure assistência médica. Em caso positivo, esteja atento às recomendações para evitar a transmissão da doença.

 

 

Para tirar outras dúvidas sobre vacinação, acesse a entrevista com a pediatra Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), disponível no portal nacional do Serviço Social do Comércio, clicando aqui

 

[1] Prefeitura de São Paulo. Sarampo: Informações para o cidadão e profissionais de saúde. 

[2] Drauzio Varela - Doenças e Sintomas: Sarampo.

Outras programações

Esporte e Atividade Física

Ponto de Equilíbrio: Práticas chinesas para saúde

Ponto de Equilíbrio: Práticas chinesas para saúde

SESC 24 de Maio

Saiba mais