Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Mostra Prevenção traça representação do HIV no cinema

(Foto: Filme Califórinia, Brasil, 2015, Dir. Marina Person)
(Foto: Filme Califórinia, Brasil, 2015, Dir. Marina Person)

A partir da metade da década de 1980, quando a epidemia da Aids já era uma realidade crescente, o mundo do cinema decidiu abordar esse tema delicado de diversas formas. Vários filmes, telefilmes, minisséries de TV e outras produções surgiram tendo como mote a síndrome que preocupava jovens e adultos. Folhetins familiares, dramas secos, comédias dramáticas, filmes baseados em ácidos textos teatrais, crônicas jornalísticas e até filmes musicais – teve de tudo um pouco.

Passados quase 40 anos, a ciência evoluiu em pesquisas no combate ao vírus HIV e no tratamento da Aids, mas a sociedade ainda trava uma luta contra o estigma da doença, a desinformação e o preconceito. Nesse sentido, diversas produções audiovisuais têm se apresentado como importante meio não só de informação, mas de sensibilização do público para questões sociais urgentes como essa.
 

(Foto: The Last One, EUA, 2014, Dir. Nadine Licostie)
 

Para marcar o #DiaMundialdeLutaContraaAids, instituído pela Organização Mundial de Saúde - OMS no dia 1º de dezembro, o CineSesc apresenta a Mostra Prevenção, que sugere uma pequena trajetória da representação do HIV no cinema. Serão exibidas obras nacionais e internacionais, desde aquele que é considerado o primeiro filme a abordar o assunto, Buddies (1985), e do longa-metragem francês As Testemunhas (2007), que concorreu ao Leão de Ouro no Festival de Berlim, até produções mais recentes, como os brasileiros Boa Sorte (2014) e Califórnia (2015).
 

(Foto: Filme Boa Sorte, Brasil, 2014, Dir. Carolina Jabor)


A mostra exibe também o superpremiado filme francês 120 Batimentos por Minuto (2017), os documentários The Last One (2014) e o recém-lançado Carta para Além dos Muros (2019), e ainda o curta-metragem brasileiro, Sangro (2018), premiado no Anima Mundi 2019 e no Festival Internacional de Cinema de Chicago.

Os filmes compõem um mosaico de olhares sobre uma época de muitas incertezas acerca de uma doença que influenciou o comportamento sexual e social no mundo inteiro, e impulsionou o desenvolvimento de políticas públicas e de saúde em diversos países.
 

(Foto: Filme 120 Batimentos por Minuto, França, 2017, Dir. Robin Campillo)
 

Esta mostra não pretende esgotar o assunto nem trazer todas as produções que retrataram o HIV, pois seria impossível. Ela propõe uma reflexão sobre a importância da abordagem do tema no cinema e a necessidade de discutirmos as questões da Aids nos dias de hoje.

A Mostra Prevenção é uma ação integrante do projeto Contato, que acontece de 1 a 8/12 nas unidades do Sesc, com o intuito de promover a saúde sexual, a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis, o autocuidado e o cuidado mútuo. Os ingressos custam R$ 12 a inteira, R$ 6 meia e R$ 3,50 para quem tem credencial plena.

Consulte aqui programação, horários e classificação indicativa.

Outras programações

Cinema e vídeo

O Chalé é uma Ilha Batida de Vento e Chuva

O Chalé é uma Ilha Batida de Vento e Chuva

SESC CineSesc

à venda na unidade a partir de
02/12

Saiba mais