Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Habitar Palavras: Eder Parladore

Inabitável

Habitar a casa
em cada cô-
modo acomodar
as palavras
como modo
de decorá-la(s)

Habitar a palavra
em cada sí-
laba amontoar
as casas
como modo
de escorá-la(s)

Habituar a casa
a cada pa-
lavra amotinar
casa e palavras
como modo
de destruí-la(s)

 

O ar que não falta à gata

A casa limpa
a mesa posta
a gata à solta
o medo à porta
o dia ímpar
o mal nas costas
o ar que falta
a fé que brota
a dor que tomba
o chão tão perto
o ar que falta
o céu desfeito
o branco branco
o ar que falta
a gata ao peito
o ar que falta
o chão tão limpo
o ar que falta
a morte posta

o ar que fica
a gata inspira
e depois solta

 

Rimas não salvam

Nunca estarei pronto
para aquele momento
quando eu for de fato
mais um homem morto

 

Sobre o autor

Nascido em Penápolis, interior de São Paulo, Eder Parladore é poeta desde sempre e um apaixonado pela literatura. Formado em jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), trabalhou em jornais, revistas e sites do interior de São Paulo e Minas Gerais, notadamente nos suplementos culturais, e também como redator em agências de publicidade. Hoje exerce a função de chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Araçatuba (SP) e está prestes a lançar seu primeiro livro de poemas.

 

Habitar Palavras - Biblioteca Sesc Birigui

Que sensações - palavras tem habitado em ti nestes tempos de isolamento social?
Por meio de diferentes propostas literárias apresentamos as contribuições de atores sociais locais quanto a essas leituras sensoriais do momento que vivemos. Compartilhe seus textos, poemas e pensamentos em nosso grupo no Facebook.

Outras programações