Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Residência Impactos de Convivência - Chamada para Artistas

créditos: Sylvia Sanchez e Marta Pinheiro
créditos: Sylvia Sanchez e Marta Pinheiro

Estão abertas as inscrições para o projeto Impactos de Convivência –  Afetos entre a performance e a produção audiovisual experimental, residência artística conduzida pelas artistas Sylvia Sanchez e Marta Pinheiro e realizada pelo Sesc Santana

 

Fusão entre a performance de instrução e a experimentacão audiovisual, Impactos de Convivência tem como pano de fundo reflexões críticas em torno de hábitos relacionais, produtivos e de consumo no antropoceno – esta que seria a nova era geológica caracterizada pela influência da ação humana sobre as mudanças ambientais globais e que vêm colocando em risco a vida na Terra. 

A performance de instrução, enquanto agente propulsor de experiências com carga poética a partir do cotidiano banal, é o disparador para processos de vivência, percepção, criação, produção e edição de imagens e sons propostos ao longo de oito semanas de trabalho, de outubro a novembro de 2021. 

Articulada em forma de residência de criação para 12 artistas, o projeto culmina em uma instalação audiovisual a ser exibida no Sesc Santana no início de 2022. O processo se baseia em dois movimentos que articulam potências e vulnerabilidades: 

• A residência - 12 artistas, a serem selecionados por meio de portfólio e carta de intenções, recebem e ativam instruções (programas performáticos) propostas pelas artistas Sylvia Sanchez e Marta Pinheiro. A partir dessas experiências, criam, individualmente, conteúdos de vídeo e de áudio. Ao final da residência, criam, também, instruções a serem ativadas pelas  artistas condutoras do processo. 
Inscreva-se em bit.ly/InscriçoesImpactos até o dia 23 de setembro de 2021. 

• A obra final - Sylvia Sanchez e Marta Pinheiro, por sua vez, afetadas pelas essas instruções recebidas do grupo, roteirizam e montam os conteúdos de vídeo e áudio, criando assim a instalação audiovisual final – resultado desse processo coletivo, permeado por múltiplas contaminações, onde todos são codependentes e corresponsáveis.

Imagem com fundo todo preto, no canto superior esquerdo uma mão usando luva verde segura uma dentadura toda branca. Ao centro um balão branco. No canto inferior direito uma mão, também com luva verde, segura uma outra parte da dentura branca.

Ao longo do projeto, de outubro a novembro, ocorrem encontros online semanais entre todos os artistas envolvidos para compartilhar experiências a partir dos programas performáticos ativados. O ciclo de encontros encerra-se com uma aula online de aprofundamento acerca da performance de instrução ministrada por Thaíse Nardim, artista, pesquisadora e docente de Arte da Performance na Universidade Federal do Tocantinsm, doutoranda em Artes da Cena pela Unicamp 

Nesta experimentação híbrida, não é necessário conhecimento aprofundado ou experiência prévia em performance, em  audiovisual e/ou nos temas relacionados ao antropoceno. Dentro de uma perspectiva da arte contemporânea, em que as linguagens artísticas são cada vez mais fluidas e miscigenadas, a ideia é proporcionar um espaço onde pessoas já envolvidas com alguma prática específica possam trocar e experimentar diferentes tipos de contaminação e hibridização entre os meios com que trabalham em seus próprios processos. O resultado final desdobra-se em materiais audiovisuais experimentais caracterizados pelo imprevisível, vivo, "arriscado".

Sobre as artistas

Sylvia Sanchez é artista visual, fotógrafa e diretora de fotografia. Em sua produção artística, trabalha entre a fotografia encenada, a performatividade para a câmera e o audiovisual. Investiga as pequenas subversões da dita normalidade que povoam o quotidiano e o que elas podem carregar de político, lúdico ou trágico.  

A série de sua autoria, "Crônica de Banalidades Ordinárias", esteve em cartaz no MIS-SP pelo projeto Nova Fotografia (2019); integrou o 25º FENTEPP – Festival de Teatro de Presidente Prudente; e em 2020, foi exibida no Foto Sururu (Maceió) e no FestFotoPoa (Porto Alegre). Também em 2020, foi selecionada no edital Meios e Processos, da Fábrica de Arte Marcos Amaro(Itu) e na leitura de portfolios do FIFV – Festival Internacional de Fotografia de Valparaíso (Chile). 

Atua como diretora de fotografia para curtas-metragens e videoclipes, e como videomaker, produzindo conteúdo para música e artes plásticas. Como fotógrafa, fez registros de espetáculos ao vivo e retratos conceituais para capas de CDs e DVDs. É formada em Publicidade e Propaganda pela ECA/USP (2002). De 2010 a 2019 foi professora do curso de Formação em Fotografia da Panamericana Escola de Arte e Design e desde 2016 faz mentoria de processos criativos para artistas.  

•  www.sylviasanchez.com.br | instagram.com/_sylviasanchez_ |  www.vimeo.com/sylviasanchez 

Marta Pinheiro é mestre em Dramaturgia e Realização e pós-graduada em Desenvolvimento de Projeto Cinematográfico, ambos pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Formou-se em Cinema no Centro de Audiovisual de São Bernardo do Campo. Seu processo criativo em audiovisual, cinema e videoarte busca essencialmente a desconstrução de lógicas e estruturas regulares, reunindo especialmente reflexões sociais no que diz respeito aos direitos humanos, bem como às relações humanas e suas complexidades. Entre os últimos trabalhos autorais, escreveu, dirigiu e montou em 2017 o curta docudrama "Não é um Caso Isolado", sobre violência doméstica, premiado em mostras e festivais nacionais e internacionais como Cabo Verde International Film Festival, Mostra Livre de Cinema (São Paulo), Kinomorphia Film Festival (Bulgária) e Porto Femme International Film Festival (Portugal). Em 2019, co-dirigiu, em parceria com Gabriela Lima, o experimental Infinitas Memórias de um Universo Uterdimensional, para o fechamento de uma mostra no espaço Colabirinto em São Paulo. Integrou o coletivo de artes integradas Lobo Parietal e o coletivo de cinema Grito. Idealizou e dirigiu, com Gabriella Vergani e Beatriz Mazarak, o projeto fotográfico Degeneradas, sobre personagens femininas do cinema. Além do trabalho autoral, atuou e atua como assistente de direção, coordenadora de produção, montadora, videomaker, entre outras funções na área do cinema e do audiovisual. 

•  instagram.com/martapinheiroj | www.vimeo.com/martapinheiroj 

 

Serviço:
Impactos de Convivência –  Afetos entre a performance e a produção audiovisual experimental 

Duração da residência: de 5 de outubro a 27 de novembro
Horário dos encontros online: terças feiras, das 19h às 21h, via Zoom
Inscrições: até 23 de setembro de 2021 pelo formulário disponível em bit.ly/InscriçoesImpactos
Necessário preencher carta de intenção, enviar link (Drive, WeTransfer) com portfólio (arquivo pdf de até 10 páginas) e, se houver, link de até três vídeos.
Público-alvo: artistas que trabalham com linguagens e meios diversos. É desejável que tenham alguma familiaridade com captação de vídeos, mas não são necessários equipamentos profissionais. Podem se inscrever artistas residentes no Brasil.
Vagas: 12
Acesse o programa detalhado: https://sway.office.com/5OZOx8fyccnptfIW?ref=Link

Em caso de dúvidas, escreva para: impactos.santana@sescsp.org.br

Outras programações