Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Poesia para incorporar

Fotos: Mariana Krauss/Sesc
Fotos: Mariana Krauss/Sesc

Até 30 de junho exposição e programação teatral transportam a poesia de Manoel de Barros para o Sesc Taubaté

A poesia singular de Manoel de Barros é o tema de criações em diferentes suportes na exposição Olhos de Barros e na programação teatral que a acompanha.

Obras de artistas plásticos  transformaram os versos  do escritor em sons, imagens e instalações compõem a exposição.  O público é convidado a ver pelo olhar dos passarinhos, evidenciando o encanto que eles exercem sobre o poeta. O canto dos pássaros está presente em todo o ambiente. Poemas do autor podem ser retirados dos “ninhos de poesias” .

Uma das características marcantes do poeta é dar novos significados às palavras. Elemento presente nas peças de teatro apresentadas no projeto Arte aos Domingos.

Frederico Foroni, diretor e ator do espetáculo “Ruas de Barros”, que abriu a programação teatral do projeto (no dia 5 de maio), começou a pesquisar a obra de Manoel em 2000 e a partir desta pesquisa concebeu o espetáculo, pensado para o público adulto. Porém, ao longo das apresentações percebeu a empatia das crianças. “Como diria o Manoel de Barros: Poesia não é para compreender, mas para incorporar. Entender é parede: procure ser árvore. E as crianças sabem muito bem como ser árvore”, destacou.

Veja entrevista com Frederico Foroni, do Grupo Chão de Teatro.

 

Manoel de Barros nasceu em 19 de dezembro em Cuiabá (MT) e cresceu brincando no quintal, entre currais e coisas “desimportantes”, onde aprendeu a olhar de um jeito diferente. Mais tarde tornou-se advogado, fazendeiro e poeta premiado no Brasil e no exterior. Atualmente possui 31 livros publicados.

Outras programações