Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Origem Animal de Deus

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Inspirado em obra do modernista Flávio de Carvalho, espetáculo de dança-teatro explora os mais primários medos humanos e suas ligações com a criação de Deus. A apresentação permanece de 12 a 28 de junho no Sesc Pompeia e conta com um bate papo que aborda o processo de criação dessa coreografia que ganhará uma versão adaptada para o cinema

"Deus inventou o homem? Ou o homem inventou Deus?", questiona o grupo Cavallaria Cênicas. Afinal, que motivações teriam levado o ser humano a criar seus próprios deuses e heróis, em um processo que se repete de tempos em tempos na história da humanidade? Na dúvida, a companhia propõe ao público: "dancemos!". A Origem Animal de Deus tenta adentrar essa questão por meio de um espetáculo livremente baseado em capítulos do livro homônimo do artista Flávio de Carvalho. A concepção, direção e coreografia são da atriz e bailarina Luciana Brites.

A coreografia chega ao teatro do Sesc Pompeia, três anos após sua primeira montagem na 29ª Bienal de São Paulo, quando seus personagens foram expostos como esculturas em movimento em uma instalação coreográfica realizada pela companhia. Além de abrigar sua temporada que se estende até o final do mês de junho, a unidade servirá de palco para o início das filmagens que farão parte da versão cinematográfica da apresentação. A adaptação terá o diretor e roteirista Beto Brant e a produtora Drama Filmes ao lado da Cia Cavallaria.

Diferentemente de 2010, dessa vez o público tem a chance de assistir a um espetáculo que, ao longo dos últimos dois anos, foi trabalhado a partir da técnica de improvisação Viewpoint - em que é possível agir e pensar sobre movimentos e gestos - e por composições inspiradas nos repertórios de seus intérpretes-criadores. Luciana conta que "as figuras compostas são de extrema pessoalidade, seria impossível este espetáculo com outros intérpretes. A cada mudança no elenco o todo inteiro é afetado e novas maneiras de olhar para aquele personagem são abordadas".

O resultado final é uma apresentação que oscila entre dança e teatro, trazendo um enredo formado por personagens distintos e improváveis quando pensados em conjunto: uma santa faminta pesca, uma criança desamparada foge do bicho papão, uma índia estuprada sobrevoa a cidade, uma sobrevivente de guerra busca afeto e um super herói que perde a capa e os poderes. Junto a esses personagens de contornos definidos e a um universo visualmente definido, traço característico do grupo Cavallaria, aparecem temas como fome, medo, sexo, narcisismo, heróis e deuses.

Com elementos cênicos concebidos sem hierarquia, a busca pelo movimento persegue todas as camadas da cena e não apenas os momentos dançantes dessa coreografia que entra também em contato com o humor. "Achamos graça, junto com Flávio de Carvalho, dos assuntos que levantamos. Ele era um artista e um homem de extremo senso de humor, suas polêmicas eram sempre encharcadas por fatos inusitados", comenta a diretora. Leia mais na entrevista concedida ao Sesc Pompeia, por ocasião da montagem de Origem Animal de Deus.

SOBRE CAVALLARIA CÊNICAS
www.cavallariacenicas.com

Criada em 2001, a companhia de artes cênicas realiza espetáculos, filmes e performances a partir de pesquisas, tomando como ponto de partia a dança e o teatro para a conexão com outras linguagens - performance, cinema, moda, artes visuais e marciais. Desde sua formação, o grupo tem o apoio da Associação Cultural Casa das Caldeiras.

A partir da liberdade na escolha dos elementos cênicos, suas obras nascem dos temas e das abordagens propostos por Luciana Brites e se desenvolvem a partir de um trabalho colaborativo de seus intérpretes, que imprimem suas vivências artísticas e pessoais em cada projeto. As técnicas usadas para as criações são o Asthanga Yoga, Viewpoints, Dança Contemporânea e Teatro Físico. Em 2003, a companhia conquistou o Prêmio Internacional Quick Flick, com o vídeo dança O Jato.
 

O Livro

Editado em 1933, pouco antes do falecimento de Flávio de Carvalho, o livro "A origem Animal de Deus" trata dos estudos iniciados em 1933 por esse artista modernista, acompanhado pelo Teatro da Experiência. Ao lado de "Bailado do Deus Morto", a obra se complementa em um único volume, no qual é discutida a relação do homem com um ser divino e como esse laço foi se estabelecendo com a evolução humana. O foco é no passado dessa evolução, período em que a ideia de um deus se vinculava às figuras de animais.

 

 

o que: Origem Animal de Deus
quando:

de 12 a 28/junho

onde:

Sesc Pompeia | rua Clélia, 93 | 11 3865-0324

 

Outras programações