Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Enduro a Pé: uma aventura pelo Centro de São Paulo

O Viaduto do Chá fez parte do percurso do Enduro a Pé<br/>Foto: Beatriz Falasco
O Viaduto do Chá fez parte do percurso do Enduro a Pé
Foto: Beatriz Falasco

 Prova de caminhada realizada pelo Sesc Carmo comemorou os 460 anos da capital paulista  

Às 8h30 do dia 25 de janeiro, sábado, cerca de 170 pessoas se alongavam na calçada, bem em frente ao Sesc Carmo. Era a preparação para a quarta edição do Enduro a Pé, prova de caminhada que percorreu alguns dos principais pontos do Centro, em homenagem ao aniversário da capital paulista.

“O Enduro é uma prova de regularidade que tem o objetivo de cumprir um trajeto pré-definido, em um determinado tempo”, afirma Christina Bombonato, técnica do Sesc Carmo e responsável pela atividade. “Esse ano o desafio é explorar as construções antigas do Centro de São Paulo, e aquelas que já foram transformadas”.

Páteo do Colégio, Praça da República, Largo do Paissandú e Avenida Ipiranga foram alguns dos locais escolhidos para compor o trajeto, mantido em segredo pela organização. Os participantes deveriam decifrá-lo aos poucos, a partir das indicações do mapa de navegação. A única informação divulgada dizia respeito ao tempo ideal para cumprir o percurso: duas horas e cinquenta e seis segundos.

Munidas de GPS, água, protetor solar e barrinhas de cereais, 37 equipes de 2 a 6 pessoas aguardavam a largada. Com apenas 8 anos de idade, Adriano Pires, do grupo “The Family”, era o mais jovem participante, e já estava em seu segundo Enduro. Ao lado dos pais, dos tios e da irmã, contou que no ano passado se divertiu muito. “Gostei bastante porque a gente andou na rua, todo mundo junto”, lembra. O dia também era especial para Débora, mãe de Adriano. “Hoje é meu aniversário, e nada melhor do que comemorar em família!”.

O ambiente familiar e o espírito democrático, aliás, são algumas das principais características da atividade. O organizador do Enduro, José Maurício Lemos, da empresa Iron Adventure, já competiu em mais de 300 provas, e há 8 anos realiza trekking urbanos e trilhas na natureza. “O mais legal é que, além de ser um esporte em equipe que pode ser feito com as pessoas de que você gosta, ninguém precisa ser atleta ou ter um grande preparo físico para participar e vencer”.

A largada começou pontualmente às 9h, e a cada minuto uma equipe era chamada para iniciar a prova. Com o mapa de navegação nas mãos, Rosendo Durante, 54, Luci Durante, 62, Marcos Antonio Gonçalves dos Santos, 56, Liria Goto, 59, Delcy Meireles, 55 e Malu Silva 54, da equipe “Aladim”, foram os terceiros a sair.

Poucos minutos depois, em frente ao Palácio de Justiça, Malu fez o comentário inevitável: “São Paulo é uma cidade linda mesmo, né?”.  Ali, o grupo se deparou com o primeiro desafio da caminhada: um dos sete funcionários do Sesc espalhados pelo percurso com a missão de aplicar um quiz aos participantes, perguntava em que ano foi inaugurada a Catedral da Sé, e oferecia três alternativas. “Antes de Cristo, não?”, alguém brincou. Resposta dada, o time “Aladim” seguiu em frente.

Os homens lideravam a equipe, preocupados em decifrar as indicações do mapa e em registrar o trajeto pelo GPS. A cada desvio no percurso, curvas a mais ou atalhos indevidos, os pontos aumentavam e a classificação final caía algumas posições.

“Acho que já erramos algumas direções”, admitiu Rosendo. “Em 2013, achamos que estávamos detonando, mas fomos um dos últimos a chegar”, contou, sem esconder as risadas. “Lá na Praça Antonio Prado não era pra ter virado à direita”, ele lamentou. Liria não se segurou: “Eu avisei!”.

Após pouco mais de uma hora de caminhada, o grupo desconfiou que estava sendo seguido por outra equipe. “Ih”, disparou Malu, “se for isso, eles estão perdidos. Mais atrapalhados que nós, só nós mesmos!”.

Quando a equipe passava ao lado do Shopping Light, Delcy se separou do grupo e entrou no estabelecimento. “Ela foi tentar descobrir o ano de inauguração, porque é essa a pergunta que vão fazer pra gente”, imaginou Luci.

Dito e feito. Alguns metros depois, o grupo se deparou com mais um funcionário do Sesc, que perguntava às equipes o ano de inauguração do shopping. “A Delcy já sabe, ela vai responder essa”, disse Liria, animada. “Que nada! Entrei, perguntei se havia uma placa com a data e uma moça me indicou a única placa que estava pendurada: ‘proibido fumar’!”.

Sem saber a resposta certa, a equipe “Aladim” escolheu uma das alternativas e continuou o Enduro.  “Acho que a gente vai perder muitos pontos com esse ‘negócio’ de quiz”, lamentou Rosendo. “Falta cultura pra nós!”, disse, levando todos às risadas.

Quando completaram uma hora e quarenta e cinco minutos de percurso, os amigos, que se conheceram no Sesc Carmo, já estavam bem perto da unidade. Com um calor de mais de trinta graus, era difícil resistir à tentação de procurar uma sombra para descansar, mas todos seguiam firmes. “Na edição passada, fizemos farra, sem se preocupar com nada. Hoje estamos seguindo o mapa, e isso acaba criando um pouco de tensão”, observou Rosendo.

Às 11h06, Rosendo, Luci, Marcos, Liria, Delcy e Malu estavam no Sesc Carmo. “Exatamente no tempo previsto!”, comemoraram. Após a chegada de todas as equipes, e a contagem dos pontos, finalmente o resultado: “Aladim” em 19º lugar. “Até que fomos bem, está ótimo!”, disse Marcos.

Mas, afinal, por que o nome “Aladim”? “Foi a Malu que escolheu”, contou Liria. “Aladim (o personagem) é um menino alegre, que gosta de brincar. E a nossa equipe é assim: a gente quer se divertir e se exercitar!”.

Veja abaixo a lista com a classificação final de todas as equipes que participaram do Enduro. As três primeiras colocadas receberam um kit com artigos esportivos.

1° Zebra (593 pontos)
2° Pac Man (800 pontos)
3° Fiquei no Charco Trekking Team (1.341 pontos)
4° Gerson Otoniel de Mendonça (1.344 pontos)
5° Em Caminhada (1.383 pontos)
6° Peralta's (1.446 pontos)
7° Os Aventureiros (1.522 pontos)
8° Pé na Tábua (1.560 pontos)
9° Os Cirqueiras (1.594 pontos)
10° Mayle Duarte (1.774 pontos)
11° Alessandra Gonçalves da Silva (1.952 pontos)
12° Força Maior (2.113 pontos)
13° Taiúva (2.237 pontos)
14° E Agora, Esquerda ou Direita? (2.278 pontos)
15° Papa Léguas (2.286 pontos)
16° Pata de Elefante (2.336 pontos)
17° Caracol Running (2.785 pontos)
18° 1 Mais 2 (3.070 pontos)
19° Aladim (3.075 pontos)
20° Poderosas em Ação (3.100 pontos)
21° Tapioca (3.423 pontos)
22° Vida Saudável (3.500 pontos)
23° Eu Mando, Ele Obedece (3.638 pontos)
24° The Family (4.221 pontos)
25° Sex-agenária (4.277 pontos)
26° Perseverar (4.544 pontos)
27° Aparecida A E Souza (4.729 pontos)
28° Dias de Sol (5.759 pontos)
29° Correr pra Sempre (5.795 pontos)
30° Primos em Movimento (6.397 pontos)
31° Sesc Santana - Pé no Chão (6.503 pontos)
32° Os Idosos Aventureiros (7.362 pontos)
33° Desbravadores (7.428 pontos)
34° Luzinete Maria dos Ramos (7.829 pontos)
35° Pé na Cidade (8.717 pontos)
36° Só Alegria (9.598 pontos)
37° Zenite (10.515 pontos) 

 

O Enduro a pé integra as atividades do Sesc Verão 2014. Conheça a programação completa: sescsp.org.br/verao

Sesc Verão 2014 é uma atividade para o Move Brasil.

Outras programações