Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

De olhos bem fechados

Sentar à mesa, ter os olhos vendados, aguardar os pratos e sentir os diversos aromas indo e vindo nos faz recorrer às nossas memórias olfativas esquecidas no tempo distante. Afinal, que cheirinho é esse? A descoberta exige concentração, disposição ao desafio, experiências gastronômicas e muita curiosidade.

Os sons também são múltiplos e precisam ser interpretados. Quem ou o quê se aproxima? Mais um prato, um novo gosto... O propósito é atiçar paladares e sensações  que, embora latentes, persistem teimosamente em nossos sentidos e afloram quando provocados.

Para aqueles que estão mais despertos, a experiência pode ser de uma viagem sem sair do lugar. O participante descobre surpreso que é preciso explorar os lugares da memória em busca de sinais que ajudem a identificar os sabores que tanto lhe provocam. A experiência convida a um completo e saboroso roteiro gastronômico.

As experimentações às escuras despertam a imaginação e estimulam os outros sentidos. Afinal, também se come com os olhos e a disposição dos alimentos no prato atiça o apetite. Qual a arrumação estética dos alimentos que estão sendo apresentados? Mas não se pode ver. E o que seria decepção se transforma rapidamente em desafio e vontade de saber. Por quê não tocar na comida, explorar sua textura e relembrar como se fazia quando criança?

Serão inúmeros os estímulos sensoriais e diversos prazeres despertados.

Com o propósito de oferecer a oportunidade de vivenciar tal experiência e apurar o gosto, o Sesc Interlagos prepara um Jantar Sensorial na Virada Cultural 2014.

Estimular o tato, o olfato e, principalmente, o paladar são os objetivos desta incursão aos sentidos. A ideia é que todos possam saborear as receitas sem medo de derrubar alguma coisa na toalha. Vale até comer com a mão!

O cardápio foi criado pela equipe de nutricionistas do Sesc Interlagos e a proposta enfatiza a mistura entre as culinárias pernambucana e alemã, seus aromas e temperos. Será feita alusão à exposição Grimm Agreste, que celebra a junção dos contos maravilhosos dos irmãos Grimm com a cultura popular nordestina. 

São muitas as reflexões provocadas pelo Jantar Sensorial: qual o seu sentido mais apurado? O tato, o olfato ou o paladar? A audição ajudou nesta experiência? A visão fez falta durante todo o jantar ou houve apenas um desconforto no início? Os participantes serão instigados a se imaginar sem algum dos elementos de percepção sensitiva.

P
ara participar desta experiência basta vir ao Sesc Interlagos no dia 17 de Maio. O jantar é para maiores de 18 anos, os ingressos são gratuitos e podem ser retirados a partir das 18h na Sede Social. Em toda a Virada Cultural 2014, a entrada é gratuita.

 

Para quem não conseguiu ir, separamos as receitas para você experimentar em casa:

Queijo coalho grelhado com melaço aromatizado

Rendimento: 1 porção

Ingredientes:
1 colher (sobremesa) de manteiga de garrafa
200g de queijo coalho cortado em palitos
200mL de melaço de cana
1 ramo (10g) de alecrim
100ml de polpa de umbu

Modo de Preparo:
Em uma frigideira antiaderente aqueça a manteiga de garrafa. Coloque os palitos de queijo coalho para grelhar e deixe dourar de cada lado por aproximadamente 1 minuto.
Em uma panela pequena aqueça 100mL de melaço de cana em fogo baixo. Acrescente o ramo de alecrim e deixe cozinhar por cerca de 3 minutos até que o aroma da erva seja incorporado ao caldo. Reserve.
Em uma tigela pequena misture 100mL de melaço de cana com polpa de umbu batida no liquidificador e coada. Reserve.

Sirva o queijo coalho grelhado acompanhado dos melaços aromatizados em recipientes separados.
Baião de Dois sobre chips de macaxeira e jerimum

Rendimento: 6 porções

Ingredientes:
1/2 xícara (chá) de manteiga de garrafa
1 cebola picada em cubos pequenos
6 dentes de alho picados
1/2 xícara (chá) de bacon defumado cortado em cubinhos
1 xícara (chá) de linguiça calabresa defumada cortada em cubinhos
1 xícara (chá) de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
2 xícaras (chá) de arroz cozido
2 xícaras (chá) de feijão de corda cozido
5 colheres (sopa) ou 100g de coentro picado
1 colher (sopa) ou 20 g de salsa picada
1 colher (sopa) ou 20g de cebolinha verde picada
1 colher (café) de pimenta do reino moída na hora
1 colher (café) de pimenta biquinho picada
Sal a gosto
1 tomate maduro sem pele e semente picado em cubos
1 xícara (chá) de queijo coalho em cubinhos
10 lâminas de abóbora de pescoço
10 lâminas de mandioca
Castanha de caju à gosto

Modo de Preparo:
Em uma panela grande aqueça a manteiga de garrafa e refogue a cebola e o alho. Coloque o bacon e linguiça em cubos e deixe dourar bem. Acrescente a carne seca desfiada, o arroz cozido e o feijão de corda, misturando bem com a gordura refogada. Tempere com as ervas: coentro, salsa, cebolinha e salpique a pimenta do reino, pimenta biquinho e sal a gosto. Deixe cozinhar por cerca de dois minutos e finalize com o tomate e queijo coalho, misturando delicadamente.
Em uma forma antiaderente untada com manteiga de garrafa, coloque as lâminas de abóbora e mandioca com sal. Leve ao forno pré-aquecido (180ºC) por cerca de 20 minutos até que estejam bem douradas e crocantes.

Monte o baião de dois em uma tigela e desenforme em um prato raso sobre os chips de mandioca e abóbora. Decore com castanha de caju.
Sorvete de tapioca com calda quente de goiaba, farofa de rapadura e raspas de tangerina

Sorvete de tapioca
Rendimento: 6 porções

Ingredientes:
600 ml de leite fervido (morno)
100 ml de leite de coco
100 g de farinha de tapioca
1 lata de leite condensado
250 ml de creme de leite fresco

Modo de Preparo:
Numa tigela misture leite fervido (morno) e leite de coco. Despeje farinha de tapioca e deixe esfriar. Acrescente leite condensado, creme de leite fresco e mexa com um batedor de arame. Coloque numa caixinha de isopor e coloque no freezer por 3 horas. Retire o sorvete do freezer e transfira para uma batedeira. Bata por 10 minutos e volte ao freezer por 3 horas. Repita o processo transferindo para uma batedeira e batendo novamente por 10 minutos. Volte ao freezer por mais 3 horas. Transfira para uma batedeira e bata por mais 10 minutos. Volte ao freezer e sirva no dia seguinte.

Calda e acompanhamentos
Rendimento: 6 porções

Ingredientes:
1 barra (200g) de goiabada
100g de rapadura moída
Casca de ½ tangerina cortada em tirinhas
Modo de preparo:
Aqueça a goiabada em banho maria e reserve. Derreta a rapadura em uma panela pequena e acresente as cascas de tangerina. Coloque o melaço de rapadura e tangerina em uma travessa e espere solidificar (cristalizar) novamente. Desmanche a rapadura com o auxílio das mãos como se fosse uma farofa.

Sirva o sorvete de tapioca com a calda de goiabada ainda quente e polvilhe a farofa de rapadura e tangerina.

Outras programações

Alimentação

Narrativas das Comidas de Terreiro: Comidas e a Bola de Fogo de Iansã

Narrativas das Comidas de Terreiro: Comidas e a Bola de Fogo de Iansã

SESC Ipiranga

à venda na unidade a partir de
17/07

Saiba mais