Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Ocupe o Beco!


A Vila Madalena, localizada na zona oeste paulistana, é conhecida como o reduto da boemia e da classe artística. E é lá, em uma viela estreita e curta, com paredes grafitadas e uma quadra de basquete, que todas as segundas um animado grupo se reúne. Iniciado como uma reunião despretensiosa de amigos malabaristas, que sentiam falta de um espaço para treino e prática, tornou-se hoje um grande movimento, ainda que informal. Abarca uma série de praticantes e curiosos e tem hoje o reconhecimento de todo o meio circense. O encontro, que acontece há mais de uma década, é livre e tem os portões abertos para todo o público, de todas as idades. É comum, inclusive, ver crianças se aventurando e se divertindo, seguindo os passos dos responsáveis que os levaram.

Por volta das 19h, começa a movimentação. Observando quem passa pela calçada, é fácil perceber quem veio para o encontro, pois é comum ver as claves –item mais usado por aqueles artistas – aparecendo para fora do zíper quase fechado de suas mochilas. As lâmpadas instaladas pelos organizadores garantem, além de uma iluminação mais forte do que a existente, o ar característico dos tradicionais picadeiros. A música embala e anima o ambiente. E então, em meio a abraços e cumprimentos, aros, claves, bolinhas, bolas de futebol, bolas russas, monociclos, bambolês, bengalas, chapéus e até facões dão o tom da reunião e aquecem o restante da noite.

A arquibancada e o chão acomodam o público e, no início, a quadra funciona como um palco aberto, onde quem é artista (ou aspirante) treina e apresenta seus números, truques, esquetes e demais manifestações. Na sequência, sempre às 21h, o palco é cedido à apresentação do convidado da noite, que muitas vezes vem de outras cidades, estados ou até mesmo países.

Por cerca de quatro horas, há uma troca constante de vivências, experimentos, práticas, números e mais: alegrias, sorrisos e difusão da cultura. E é com esse espírito que o Circo no Beco pretende ocupar as Unidades do Sesc em São Paulo, durante o segundo Festival Internacional Sesc de Circo.

A ideia é que todas as Unidades recebam três diferentes artistas, que circularão pelo Sesc Belenzinho, Bom Retiro, Consolação, Interlagos, Ipiranga, Itaquera, Pinheiros, Pompeia, Santana, Santo André e Vila Mariana, apresentando suas diferentes técnicas e práticas. O público poderá vivenciar o malabarismo, as acrobacias e até mesmo testar o equilíbrio nos monociclos durante a Ocupação Circo no Beco.

 

 

Outras programações