Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

“Tertúlia: Roteiristas” reúne grandes nomes do cinema sul-americano

Federico Esquerro bate-papo sobre as possibilidades Criativas do Som no Cinema
Federico Esquerro bate-papo sobre as possibilidades Criativas do Som no Cinema

O projeto Tertúlia volta ao Sesc em julho, desta vez para para discutir e promover encontros sobre a arte do roteiro. Tendo como plataforma debates, oficinas e mostra de filmes, Tertúlia: Roteiristas traz nomes de destaque na América do Sul, originários da escola brasileira e do cinema argentino.

“O que resta do roteiro na projeção final?”, “Existe um equilíbrio justo entre o roteiro aberto e disperso e aquele fechado aos acidentes felizes da filmagem?”, “Quais as particularidades do roteiro do documentário e da telenovela?”, “Como conversam e se encontram os aspectos técnicos, éticos e estéticos na passagem da cena textual à audiovisual?”; estas são algumas das muitas perguntas que essa arte propõe, segundo o curador Tiago Novaes. Todas serão debatidas com profundidade no decorrer do projeto.

O primeiro encontro acontece com Pablo Trapero, (dias 2, 3 e 5 de julho) expoente do novo cinema argentino surgido nos anos 1990, e será mediado pela jornalista e curadora Camila Moraes. A atividade ganha complemento especial durante todo o mês de julho nas unidades do Sesc Consolação, Araraquara e Santos com a mostra de quatro dos principais filmes dirigidos por Pablo: “Elefante Branco”, “Família Rodante”, “Leonera” e “Do Outro Lado da Lei”.

Os encontros continuam na companhia de cineastas como Esmir Filho, premiado em Cannes e conhecido pelo viral “Tapa na Pantera” e Braulio Mantovani, roteirista de “Tropa de Elite” I e II, entre outros.

Para abrir a série de oficinas, o ator, diretor e engenheiro de som argentino Federico Esquerro discute as possibilidades criativas sonoras e seu uso no cinema. Entre os filmes que ele já trabalhou se destacam “Buenos Aires 100km”, de Pablo José Meza, e “Tetro”, de Francis Ford Coppola

A programação conta ainda com a presença de profissionais como Paulo Lins, escritor de “Cidade de Deus”, Thelma Guedes, autora de novelas como “Cordel Encantado”, e Marcelo Gomes, diretor de filmes premiados, entre eles “Madame Satã”.

Clique aqui para ver a programação completa.

História
O ciclo de debates Tertúlia começou em 2008, quando mais de 40 escritores e tradutores discutiram uma obra literária especial de um autor com o qual mantinham uma relação de fascínio e admiração. Com curadoria do escritor Tiago Novaes, o projeto foi uma iniciativa bem-sucedida de aproximar o grande público não somente de autores consagrados, vindos de um passado distante, ou mesmo ainda em atuação, como também de excelentes escritores e tradutores contemporâneos em franca atividade de criação. O resultado foi a publicação pelas Edições Sesc São Paulo, do livro Tertúlia: o autor como leitor, reunindo ensaios literários sobre 21 destes encontros.

Outras programações