Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

O Desafio de Cida na Pedra Grande

Cida numa pausa durante o passeio<br>Foto: Sesc Bom Retiro
Cida numa pausa durante o passeio
Foto: Sesc Bom Retiro

A Pedra Grande é o cartão postal de Atibaia, cidade localizada a cerca de 69km da capital paulista. O ponto turístico da Serra do Itapetinga, importante corredor ecológico que reúne muitas espécies da fauna e flora brasileira, conta com 1.450 metros de altitude e um grande mirante, que proporciona uma visão única da região. O local é o paraíso para os praticantes de esporte: por ter uma grande superfície, o mirante constitui-se em uma das melhores rampas de voo livre da região. É ponto de encontro dos adeptos da asa delta, do paraglider, do parapente e da escalada. Para se chegar à Pedra Grande, existem duas alternativas: de carro ou a pé. Quem faz a segunda opção pode escolher percorrer uma das três trilhas existentes: a das Mangueiras, do Monge ou a Minha Deusa.

Minha Deusa é o cenário da aventura de Cidinha, que tem (a)Ventura no sobrenome. Maria Apparecida Ventura (assim mesmo, com dois P's) é frequentadora da Hidroginástica e do Esporte para Idosos, do Sesc Bom Retiro. Com 73 anos, foi convidada por seus colegas a participar do passeio oferecido durante o Sesc Verão. Ela, que nunca havia feito uma caminhada em qualquer trilha, topou e resolveu arriscar. No domingo, dia 1º de fevereiro, logo pela manhã, Cida embarcou no ônibus que levou o grupo à Atibaia. Sua intenção era se divertir e praticar um esporte ao ar livre, junto de seus amigos e sua filha.

Os primeiros 800 metros da trilha, que são muito íngremes e repletos de obstáculos, assustaram Cida. Ali, com a subida que realmente é muito pesada, ela ficou apreensiva. Os presentes - colegas e funcionários do Sesc, que acompanhavam a atividade - ajudaram animando-a e entusiasmando-a. Por cerca de 3h30, ela e o grupo percorreram quase 3km até alcançar o topo. Chegando lá, Cida entusiasmou-se: “tem um espaço grande, bem grande... descansamos, sentamos, conversamos, fizemos o lanche e seguimos para a pedrona grande, bem grande! Um lugar muito bonito, muito bom!”.

O barulho do vento nas árvores, o contato com a natureza e momentos de reflexão renovaram as energias para a volta. Dizem que na descida todo santo ajuda, mas, segundo nossa atleta, no passeio o ditado foi contrariado: a volta foi difícil, com muitos tombos e escorregões no caminho, que foram minimizados pelas goiabas colhidas do pé, pela cachoeira e flores avistadas, e pela água fresquinha da bica.

No fim, a sensação de Cida era de muito cansaço, “mas um cansaço gostoso, feliz”. E a melhor lição, além da de superar seus limites e de fazer uma atividade nova, foi o sentimento de união e solidariedade do grupo. Sua satisfação foi tamanha que, no dia 22, ela fez novamente uma trilha, desta vez em Paranapiacaba, localizada no ABC Paulista, também junto ao Sesc Verão.

Neste ano, a proposta do Sesc Verão, que acontece nas Unidades do Sesc há 20 anos, teve a temática Esporte tem idade: todas - e Cida certamente é uma grande representante de que os anos de vida não dificultam a prática esportiva.

Confira na galeria as fotos feitas pelo grupo:

Outras programações