Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

A multiplicidade de Mário de Andrade

Uma coisa é certa: Mário de Andrade está fixado na consciência coletiva dos brasileiros como um dos maiores escritores do país. Mas, para além dos contos e romances, o escritor paulistano construiu uma obra ampla e diversificada, onde até mesmo suas cartas pessoais serviram como retrato histórico de um Brasil que ansiava pela modernidade. No ano em que se completam 70 anos de sua morte, a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) e o Sesc em São Paulo se unem para organizar o ciclo “Em Busca de Mário de Andrade”, composto por 11 encontros com abertura no próximo dia 30/04 e encerramento dia 15/06.

O ciclo foi pensado para propor um retrato múltiplo desse homem singular, que fez de sua vida e obra uma rica e única interpretação do Brasil moderno. A curadoria do ciclo foi realizada por Paulo Werneck, curador da Flip 2015, e pelo Centro de Pesquisa e Formação do Sesc.

Nascido em São Paulo, no dia 09 de outubro de 1893, Mário Raul de Morais Andrade, ou simplesmente Mário de Andrade foi romancista, poeta, jornalista e crítico. Sua influência foi decisiva para que o Modernismo se fixasse definitivamente no Brasil. Mário estudou música, foi professor de piano, compositor e pesquisador. Sua dedicação à pesquisa sobre as questões culturais lhe permitiu escrever sobre temas como folclore e pintura, tendo se tornado uma influência para as artes visuais num período de efervescência artística no país.

Dentre suas obras mais conhecidas estão Paulicéia Desvairada (1922), considerada revolucionária por romper padrões estéticos então vigentes e abrir portas para a experimentação na literatura, e Macunaíma (1928), primeiro romance modernista brasileiro. Além de manter a linha revolucionária pela qual o escritor já estava caminhando, Macunaíma rompe com os ideais da época, apresentando uma narrativa não cronológica, diversas referências ao folclore nacional e mostrando ser a tentativa de construção de um retrato do povo brasileiro.

Os encontros do ciclo percorrerão as mais diversas facetas de Mário de Andrade no campo cultural. A abertura intitulada “Mário e seu Mundo”, no dia 30 de abril, conta com a presença do diretor regional do Sesc em São Paulo, Danilo Santos de Miranda, acompanhado pelo cineasta e crítico Carlos Augusto Calil, pelo sociólogo Sergio Miceli e pelo filósofo Eduardo Jardim, autor da primeira biografia de Mário de Andrade (Eu sou trezentos). 

 

 

o que: Em Busca de Mário de Andrade
quando:

De 30 de abril a 15 de junho. Segundas equartas, das 15h às 18h.

onde:

Centro de Pesquisa e Formação | Rua Doutor Plinio Barreto, 285. 4º andar do prédio da FecomércioSP Bela Vista - São Paulo/SP

ingressos:

R$ 9,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes.

R$ 15,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante

R$ 30,00 - inteira

 

Outras programações

Literatura

Tá na Estante, Com a Obra: Cérebro Ativo - Reeducação do Movimento

Tá na Estante, Com a Obra: Cérebro Ativo - Reeducação do Movimento

SESC Catanduva

Saiba mais

Literatura

Tá na Estante, Com a Obra: Cérebro Ativo - Reeducação do Movimento

Tá na Estante, Com a Obra: Cérebro Ativo - Reeducação do Movimento

SESC Catanduva

Saiba mais