Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

"O Pequeno Quinquin", primeira comédia de Bruno Dumont, estreia no CineSesc

O menino Quinquin e sua namorada em uma das cenas do longa<br>Foto: Divulgação</br>
O menino Quinquin e sua namorada em uma das cenas do longa
Foto: Divulgação

Conhecido pelos dramas filosóficos, atmosferas obscuras e personagens difíceis, o diretor francês Bruno Dumont acabou supreendendo a todos com o longa O Pequeno Quinquin, seu primeiro trabalho de comédia.

Em entrevista exclusiva ao crítico de cinema Luiz Carlos Merten, o cineasta francês declara que "O cômico é a última instância do drama. Revela-nos a essência da vida, da qual o drama é a superfície. E nos liberta de sua forma ordinária, a psicologia".

"Sabemos que o 'pensamento cômico', quando afiado e bem empregado, pode dissecar tecidos da nossa vida individual e social resistentes a outras formas de investigação. Pode ser corrosivo e esclarecedor. É elemento salvador e purificador para o pensamento, constata Dumont. Quando nos sentimos como agora, paralisados e impotentes, o discuso cômico pode ser libertador. E mesmo libertário. Que o digam Chaplin, Fellini ou Billy Wilder", define outro importante crítico de cinema brasileiro, Luiz Zanin Oricchio

Assim como nos dramas anteriores, como A Vida de Jesus (1997), A Humanidade (1999), Flandres (2006) e Fora de Satã (2011), no novo filme Dumont optou por não atores nos papeis principais - em O Pequeno Quinquin, o capitão da polícia militar que protagoniza a trama é um jardineiro encontrado pelo cineasta em uma agência de emprego no norte da França.

 


O cineasta Bruno Dumont durante as gravações do longa

A história foi originalmente concebida pelo diretor como uma minissérie para o canal de televisão franco-alemão Arte em que a principal ideia era fugir dos desfechos convencionais. “O melhor das séries policiais de TV, principalmente as americanas, é o mistério. Quando os roteiristas começam a racionalizar demais e buscam uma explicação para tudo, caem na mesmice, o que me faz perder imediatamente o interesse. Fico com a sensação de que ter assistido o programa foi uma grande perda de tempo”, define Dumont.

O Pequeno Quinquin foi escolhido como o melhor filme de 2014 pelo Cahiers Du Cinéma, uma das mais importantes revistas de cinema do mundo. A produção fica em cartaz em São Paulo exclusivamente no CineSesc. 

 


 

Outras programações