Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Cartografias da memória

Detalhe da instalação Cartas de Agradecimento<br>Fotos: Gal Oppido
Detalhe da instalação Cartas de Agradecimento
Fotos: Gal Oppido

É das camadas e caminhos da memória que tratam as obras apresentadas pela artista japonesa Chiharu Shiota na mostra Em busca do destino, primeira exibição de seu trabalho na América Latina, realizada no Sesc Pinheiros com curadoria de Tereza de Arruda.

Ao adentrar a unidade e vivenciar as instalações Além dos Continentes, Acumulação e Cartas de Agradecimento, o visitante é convidado a tomar assento num exercício de inflexão poética, provocado pelo contraste entre a singeleza das matérias-primas escolhidas pela artista e o potencial narrativo do imaginário arquitetado a partir delas – afinal, poucos objetos expõem e escondem, revelam e preservam, ou são, a um só passo, tão públicos e íntimos quanto cartas, malas e sapatos.

Há, entre esses recursos, um elo engenhosamente atado pela artista. As centenas e milhares de cartas, malas e sapatos reunidos colaborativamente (clique aqui para saber mais sobre o processo de coleta) mimetizam o tempo de que necessitamos para nos movermos, afetiva e geograficamente, por vezes sem a possibilidade de retrocesso ou retorno; são, em última instância, “relíquias do presente para uma antropologia do futuro”, nas palavras de Chiharu.

As linhas incansáveis que os sustentam iluminam, por sua vez, um prisma de possibilidades interpretativas. Organizadas sob a forma de densas teias, essas linhas ilustram a inviabilidade de uma existência sem laços ou traçados, sejam eles virtuais, como o Trópico de Capricórnio que pontilha o planeta, ou mesmo viscerais, como as artérias condutoras do sistema circulatório humano. Assim, por meio desses trabalhos, Chiharu Shiota convida os visitantes a percorrerem e preencherem as linhas esboçadoras de sua cartografia afetiva.

Conheça as três instalações que compõem a exposição:

 

“Além dos Continentes” | Local: Fachada do Sesc Pinheiros (piso térreo)

Formada por 285 pés de sapatos, doados pelo público, a instalação é o ponto de partida do percurso expositivo. Ao suspendê-los em fios de lã e alinhá-los na mesma direção, a artista busca representar metonímias de trajetórias de vida: calçados gastos pelo uso carregam as marcas do tempo, tornando-se testemunhas de experiências passadas.

 

“Acumulação - Em busca do destino” | Local: Comedoria (1º andar)

A instalação consiste numa nuvem de 200 malas garimpadas pela artista em feiras de produtos usados e antiguidades da Alemanha, onde vive desde 1996. As peças flutuam sobre escadas rolantes e, com o movimento natural de subida e descida do público, sugerem a composição de um universo passageiro — característica dos não lugares, ou dos lugares que resistem à permanência.

 

“Cartas de Agradecimento” | Local: Espaço expositivo (2º andar)

Especialmente nesta obra, a última e mais complexa instalação da mostra, Chiharu Shiota revisita experiências vividas em outros países. Cartas de Agradecimento foi realizada pela primeira vez no Japão, em 2013, na cidade natal de seu pai, Osaka, como fruto de um impulso de gratidão da artista por pessoas e contextos pessoais variados, partindo da premissa de que é mais fácil verter certos sentimentos em palavras que verbalizá-los. À semelhança das experiências anteriores (além do Japão, a instalação também foi realizada na Espanha), para construir essa teia pulsante, a artista convidou os brasileiros a escreverem e doarem cartas manuscritas que contivessem mensagens de agradecimento, sem distinção de motivo ou destinatário. Clique aqui e confira detalhes do processo de montagem da instalação, construída com 350 quilômetros de fios de lã, 50 mil grampos e 3,7 mil cartas.

o que: Chiharu Shiota - Em busca do Destino
quando:

até 10 de janeiro de 2016 | Terça a sexta, das 10h às 21h30, sábados das 10h às 20h30, domingos e feriados, das 10h às 18h30.

onde:

Sesc Pinheiros | Rua Paes Leme, 195 | 11 3095-9400

ingressos:

Grátis.

 

Outras programações