Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Sesc promove encontro de narradores latino-americanos

Encontro de narradores de histórias<br>Foto: Willian Yamamoto
Encontro de narradores de histórias
Foto: Willian Yamamoto

Mais que um encontro de narradores, um encontro de amigos. Assim foi o Eu Conto, Tu Contas – Encontro Latino-americano de Narradores Itinerantes, projeto realizado entre os dias 22 e 26 de setembro pelas unidades Campo Limpo, Interlagos e São Caetano. A ação foi desenvolvida junto ao BiblioSesc, outro projeto idealizado pelo Sesc em São Paulo, que a partir de bibliotecas móveis oferece gratuitamente consulta e empréstimos de livros e revistas.

Para a diretora Clélia Gomes, da EMEF Jornalista Millor Fernandes, o projeto representa mais que uma confraternização. Ela destaca que o contato dos alunos com as contações de histórias, em diferentes idiomas, faz com que os trabalhos realizados entre alunos e professores seja diferente e atrativo. “Esse evento mostra um novo modelo, uma nova forma de ver a vida. Isso faz ampliar os horizontes dos alunos”, afirma.

A coordenadora da E. E. Padre Aldo da Tofori, Marly da Silva, relaciona a parceria do projeto a formação de leitores e escritores na própria escola. Para ela, o envolvimento dos alunos e professores proporciona um maior interesse pelo aprendizado na sala de aula. “Infelizmente o espaço não permite que todas as classes participem, mas esperamos que o rendimento desse encontro seja multiplicado através dos colegas”.

Para Letícia Casiglia, aluna Padre Aldo, o idioma não foi obstáculo para interpretações nas contações. “Gostei muito da história do colombiano, mas no geral achei tudo muito interessante. Uma experiência que dificilmente a gente vê por aqui”. Contador de histórias e ator há mais de 18 anos, o mexicano Walter Diaz Valle esteve pela primeira vez no Brasil. Para ele, nesse intercâmbio cultural, o que mais retrata a diferença entre os países é a comida, costumes e língua. “Os meninos e as meninas do México, Argentina, Brasil e Colômbia sentem amor, gostam de abraço, riem, sofrem e choram. Para eles, não importa quem faz a contação, porque o coração e a essência deles sempre os fazem nos dar um beijo de agradecimento”, diz Walter.

De acordo com Guilhermina Martinez, pesquisadora de lendas da criação na Argentina, para que o encontro tenha valor é necessário que se tenha as duas partes: enquanto uma conta a história, é preciso outra que a escute. Guilhermina resume o encontro como sendo de corações. “Nesse caso, em alguns momentos a linguagem é semelhante. É lindo se ver como se escuta o outro, acolher e dar a resposta, que vem em forma de olhar, gesto e no recebimento das histórias que trazemos”, conclui.

O encontro reuniu os narradores Mario Angeles (México), Guillermina Martinez (Argentina), Jorge Antonio Garcia Perez (México), Walter Diaz Ovalle (Colômbia), Lili Flor e Paulo Pixu (Brasil), em escolas e centros culturais, atendendo a crianças e jovens. O intercâmbio literário serviu para mostrar que, além dos contos, a cultura pode ser expandida pelas intervenções e vivências através de gestos ou ações, de forma lúdica e educativa.

Fotos relacionadas

Outras programações