Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Artistas se reúnem para Leitura de Portfólios no Galpão VB

Nos dias 4 e 5 de novembro (quarta e quinta-feira), às 13h, no Galpão VB, os artistas Clara Ianni, Débora Bolsoni, Felipe Bittencourt e Rodolpho Parigi, integrantes da exposição de obras selecionadas do 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil | Panoramas do Sul, encontram outros artistas que se inscreveram via e-mail entre os dias 6 e 23 de outubro para participar das Leituras de Portfólios. Em breve, divulgaremos o nome dos artistas selecionados. Aberta ao público em geral, as Leituras de Portfólios são uma oportunidade especial de formação, possibilitando o acesso às pesquisas e estratégias de cada um destes artistas. Para participar, basta retirar senha uma hora antes, no local.

As obras de Clara Ianni e Débora Bolsoni em exibição no 19º Festival tratam de dois símbolos do modernismo e da modernidade. Em Forma Livre (2013, video), Ianni aborda a construção da cidade de Brasília, e a discrepância entre o discurso e a prática de seus arquitetos, Oscar Niemeyer e Lucio Costa, diante das condições de trabalho precárias e a repressão que culminaram na morte dos candangos. A artista participa também com uma série de desenhos que aborda a delineação das linhas cartográficas como evento político. Clara Ianni foi uma das artistas contempladas com Prêmio de Residência pelo 19º Festival e passará dois meses em Varsóvia, Polônia, no A-I-R Laboratory. Já Débora Bolsoni faz com a sua obra Topos_somedrama (2015, escultura) uma alusão ao monumento à Terceira Internacional, construção idealizada pelo artista e arquiteto russo Vladimir Tatlin que nunca chegou a ser concluída devido a sua monumentalidade e, posteriormente, à perseguição da arte de vanguarda por Josef Stalin.

Os trabalhos de Felipe Bittencourt e Rodolpho Parigi exploram o campo da performance. Ao longo de um ano, Bittencourt, que tem a performance como sua principal linguagem artística, criou diariamente um novo projeto de performance com desenhos e instruções de execução, que resultam em Performance Diária (2011, instalação),  exibida nesta edição do Festival. Parigi apresenta-se como Fancy Violence, seu alter-ego feminino e iconoclasta que, na performance do 19º Festival, Fancy em Pyetà, segundo ato (2015, performance) aniquila a imagem tradicional da Virgem Maria com Jesus Cristo nos braços e lida com a performatividade de gênero. Uma nova apresentação da performance de Rodolpho acontece no dia 25 de novembro, as 21h30, na área de Convivência do Sesc Pompeia, onde estão também os trabalhos de Ianni, Bolsoni e Bittencourt.

Sobre os artistas: Clara Ianni (Brasil) é artista visual, bacharel em artes visuais pela Universidade de São Paulo, 2010, e mestre em Visual and Media Anthropology pela Freie Universität, Berlim, Alemanha, 2013. Débora Bolsoni (Brasil) é artista visual, mestre em poéticas visuais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, 2014. Felipe Bittencourt (Brasil) é ator e artista visual, bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, 2007, com especialização em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, 2010. Rodolpho Parigi (Brasil) é artista visual, bacharel em artes plásticas pela FAAP, São Paulo. Desenvolve trabalhos com desenho, pintura, instalação e performance.


Serviço:

o que: Leituras de Portfólios - 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil | Panoramas do Sul
quando:

4 de novembro (quarta-feira), das 13h às 16h
com Clara Ianni, Débora Bolsoni, Felipe Bittencourt e Rodolpho Parigi


5 de novembro (quinta-feira), das 13h às 16h
com Débora Bolsoni, Felipe Bittencourt e Rodolpho Parigi
onde:

Galpão VB | Av. Imperatriz Leopoldina 1150, São Paulo, Brasil

ingressos:

Grátis. Com retirada de senha 1hr antes, no local.


Outras programações

Artes Visuais

Ação educativa _ 21º Bienal de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil

Ação educativa _ 21º Bienal de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil

SESC 24 de Maio

Saiba mais