Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Uma curtição instrumental de 3 caras do Paraná

Direto de Umuarama, no Paraná, Nevilton chega ao Sesc São José dos Campos no dia 26 de fevereiro em um show gratuito para todos os amantes de música, principalmente do rock. Eles apresentam seu último álbum Sacode, produzido por Carlos Eduardo Miranda e Tomás Magno, e canções do primeiro álbum, De verdade.

Antes da apresentação, a banda, através do vocalista Nevilton de Alencar, conversou com a EOnline e falou de prêmios, carreira e, claro, o bom e velho rock'n'roll!


EOnline - Quais são as principais influências da banda?
Nevilton - Para mim, como compositor, sempre bebi do cancioneiro brasileiro: artistas como Belchior, Alceu Valença, Fagner, Chico Buarque, Tom Jobim, o rock brasileiro dos anos 80. Além disso, sempre gostei de rock'n'roll e o que a turma chama de rock alternativo/indie; não é diferente com os companheiros de banda, o Tiago Lobão, baixista, vive entre a música clássica, bolero e muito rock e sempre tocamos com bateristas que também vem da escola roqueira, por exemplo, neste show em São José dos Campos vamos tocar com o André Dea, que também toca com as bandas Sugar Kane e Vespas Mandarinas. As influências ficam pra vida, sempre tentando encontrar o meu/nosso som entre a música brasileira e rock.

EO - Como foi ser indicado por 2 anos consecutivos ao Grammy Latino?
N - Foram ocasiões surpreendentes, gratificantes e motivadoras.

EO - Qual foi a melhor experiência vivida pela banda?
N - Toda experiência tem o seu valor e importância. Certamente as indicações a prêmios como o Grammy Latino, ou ser um dos vencedores do Premio Multishow na categoria Experimente em 2011, junto com Momo e Criolo, estar no meio de tantos artistas consagrados nessas ocasiões foi algo muito especial. Abrir o show do Green Day no Anhembi lotado também foi algo que nunca vamos esquecer. Mas não consigo pensar nessas ocasiões sem pensar em tantas viagens, noites tocando em lugares diferentes e conhecendo gente querida e trocando alegrias por tantos lugares no Brasil, tudo isso é experiência linda e que não consigo escolher uma melhor, só me faz sentido em conjunto. 

EO - O que motivou o grupo a produzir o álbum “Sacode!”?
N - É um conjunto de canções com motivações diferentes, temas cotidianos, perspectivas minhas e de personagens e curtição jovem instrumental de três caras vindos do interior do Paraná... não tem um tema específico nem muito o que explicar.

EO - Qual a experiência de vocês com o público do Sesc? É a primeira vez que tocam em São José dos Campos?
N - Já tocamos em um bocado de unidades do Sesc e as ocasiões são sempre muito especiais. Pra gente que toca mais no circuito da noite, bares de rock e geralmente em horários de balada, tocar em teatros, Sesc e ocasiões mais cedo e que abrem o leque quanto a público é sempre algo muito gratificante. Costumamos a encontrar diferentes gerações nos shows, pais e filhos, gente que descobre sobre o som de maneiras bastante diferentes. É sempre muito bom! Já nos apresentamos outras vezes em bares em São José dos Campos, esta será a primeira ocasião no Sesc daí. Estamos levando um show todo especial com canções dos dois discos, também com novidade no repertório, tem tudo pra ser outra noite muito especial! Estamos ansiosos!

Nevilton no Sesc São José dos Campos

 

o que:

Nevilton

quando:

26 de fevereiro, sexta-feira às 19h30

onde: Sesc São José dos Campos | Av Adhemar de Barros, 555
ingressos:

grátis

 

Outras programações

Música

Riachão convida Martinho da Vila: Se Deus Quiser Vou chegar Aos 100

Riachão convida Martinho da Vila: Se Deus Quiser Vou chegar Aos 100

SESC Pompeia

à venda na unidade a partir de
10/07

Saiba mais

Música

Cida Pedrosa e Orquestra de Frevo Henrique Dias

Cida Pedrosa e Orquestra de Frevo Henrique Dias

SESC Avenida Paulista

à venda na unidade a partir de
10/07

Saiba mais