Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Quando a música e a tecnologia se unem

A Orquestra Vermelha se apresentou dia 1/4, abrindo o Música & Tecnologia.<br>Foto: Julia Parpulov
A Orquestra Vermelha se apresentou dia 1/4, abrindo o Música & Tecnologia.
Foto: Julia Parpulov

Em abril Música & Tecnologia se unem no Sesc Vila Mariana. Projeto apresenta as vertentes das novas linguagens musicais, como a eletrônica e a eletroacústica, com shows, intervenções e bate-papo.

O projeto Música & Tecnologia discute a relação entre a arte musical e os recursos tecnológicos, apresentando uma gama de novas manifestações resultantes da quebra de paradigmas em função das novas ferramentas à disposição dos artistas. Transformações tecnológicas comumente andam lado a lado com transformações sociais e estéticas. Logo, os modos de compor e de ouvir música são fortemente influenciados pela tecnologia de uma sociedade.

O artista escolhido para inaugurar as atividades foi Matheus Leston, com a instalação Orquestra Vermelha, que questiona a popularização do computador como ferramenta musical. Como definir o que é um músico? A partir dessa premissa, quatro painéis de led exibem as silhuetas dos integrantes em tamanho real, como se estivessem presentes. Esses vídeos são controlados ao vivo, assim como a iluminação do espaço, pelo único integrante de fato no palco: Matheus. Os instrumentistas convidados foram gravados e filmados em estúdio. A partir de bases musicais simples, cada um improvisou livremente sobre as gravações dos integrantes que o antecederam. Assim, mesmo distantes e por vezes sem nem se conhecer, compuseram juntos sem que houvesse uma voz principal. Você é capaz de distinguir quem é a única pessoa presente no palco, no trecho da apresentação abaixo?



Muitas provocações advêm da discussão em torno do uso de recursos tecnológicos na criação e execução musical. Existe, por exemplo, certo estranhamento em relação à música que é executada sem o uso de instrumentos acústicos, quando no palco há somente os artistas e seus equipamentos eletrônicos. Esse estranhamento, no entanto, parece ser fruto de uma dificuldade em reconhecer a música como arte da manipulação sonora, seja por quaisquer meios. Essa dificuldade parece estar associada a uma supervalorização do intérprete, característica própria do romantismo, que influenciou a forma como a sociedade enxerga o artista até hoje. O uso dessas novas tecnologias, no entanto, deve trazer em um futuro próximo, uma mudança de paradigma no que se refere à música enquanto linguagem artística.

Por isso o Música & Tecnologia apresenta uma gama de espetáculos, intervenções e bate-papo que contemplam o uso da tecnologia na música do século XXI, desde a música eletrônica, mas alinhada com gênero popular, até a música eletroacústica e conceitos como a paisagem sonora, que reconhece qualquer ruído como potencialmente musical – todas baseadas em recursos tecnológicos e sons sintetizados, gerados por computador em tempo real.



Dia 1/4
Orquestra Vermelha

Dia 8/4
Lavoura em Photosynthesis

Dia 15/4
Duofonic em Hard Light Beautiful Night

Dia 22/4
Craca & MC Dani Nega

Dia 29/4
Menos, com Matheus Leston

>> Às sextas, às 20h30, no Auditório.



Dia 5/4, às 19h30
Paisagens Sonoras e Improvisação Livre sobre Objetos Coletados, com Thiago Salas

Dia 12/4, às 20h
Territórios Instáveis, com Felipe Merker, Juliana Moraes e Alessandra Boschio

>> Às terças, no Espaço de Tecnologias e Artes.



Dia 13/4
Como uma Máquina: O Problema da Expressão na Música Eletrônica, com Vladimir Safatle

>> Na quarta, às 19h30, na Praça de Eventos.



Bases Musicais
A expressão refere-se geralmente a elementos sonoros pré-gravados que são acionados digitalmente por meio de softwares e interfaces controladoras em apresentações ao vivo.

Drum Machine (Bateria Eletrônica)
Drum machine ou bateria eletrônica é um instrumento musical eletrônico criado para simular sons de tambores, pratos e outros instrumentos percurssivos, além de linhas de contrabaixo.

Loops
Loop é uma sequência sonora criada para ser executada repetitivamente, de forma cíclica. O uso de loops é um procedimento fundador e recorrente na história da música experimental.

Música Experimental
Com origem também vinculada às vanguardas artísticas do início do século XX, como o dadaísmo e o futurismo italiano, a música experimental reúne uma ampla gama de sonoridades que, simplificadamente, reagiam aos formatos musicais então considerados “burgueses”. Conceitualmente, a música experimental tinha como objetivo ampliar a gama de sonoridades nas composições, assimilando timbres não convencionais, gravações de campo, ruídos diversos e também instrumentos concebidos e construídos pelos próprios artistas. Entre os principais nomes da música experimental estão Luigi Russolo, Pierre Schaeffer e John Cage.

Paisagens Sonoras
Tradução da palavra inglesa "soundscape" que se caracteriza pelo estudo e análise do universo sonoro que nos rodeia. Uma paisagem sonora é composta pelos diferentes sons que compõe um determinado ambiente, sejam esses sons de origem natural, humana, industrial ou tecnológica

Samplers
Samplers são, basicamente, amostras sonoras de áudio obtidas de fontes diversas. O sampleamento, ou amostragem sonora para reutilização em outros contextos, tem sua origem com o surgimento da música experimental, no século XX. O sampleamento permite ainda, como recurso de criação, a manipulação das amostras originais e a alteração de suas características sonoras, com a utilização de softwares.

Synths (Sintetizadores)
Sintetizador é um instrumento musical eletrônico capaz de gerar sons através da manipulação de correntes elétricas (sintetizadores analógicos) ou de fluxos de dados numéricos (sintetizadores digitais). Existem diversos procedimentos para a síntese sonora (aditiva, subtrativa, granular, etc) mas, basicamente, esses processos permitem aos artistas criarem timbres completamente diferenciados dos instrumentos convencionais.

Vídeo-Mapping (ou Mapeamento de Vídeo)
Técnica que consiste na projeção de vídeo em objetos ou superfícies irregulares, tais como estruturas de grandes dimensões. Por meio da utilização de um software especializado, objetos de duas ou três dimensões são formados virtualmente. Com esta técnica, os artistas podem criar dimensões extras, ilusões ópticas e noções de movimento em objetos estáticos. Normalmente são criadas narrativas audiovisuais por meio da combinação ou desencadeamento de vídeo com áudio.

o que: Música & Tecnologia
quando:

De 1 a 29 de abril de 2016

onde:

Sesc Vila Mariana | Rua Pelotas, 141 | 11 5080-3000

inscrições:

Consulte a atividade

 

Outras programações