Sesc SP

postado em 26/10/2016

Os sertões

Destaque 728x410

Obra-prima de Euclides da Cunha ganha edição ampliada com extensa fortuna crítica, reproduções das páginas das cadernetas usadas pelo autor e imagens da Guerra de Canudos

 

Nos 150 anos do nascimento de Euclides da Cunha, completados em 2016, as Edições Sesc São Paulo e a Ubu Editora lançam edição comemorativa de Os sertões. A obra, organizada pela pesquisadora e especialista no autor Walnice Nogueira Galvão, traz, além do conteúdo original, uma edição crítica com 14 textos de diversos autores versando sobre a obra de Euclides, tais como Antonio Candido, Antônio Houaiss e Gilberto Freyre. A publicação também inclui a reprodução de páginas das cadernetas de campo do autor e fotos de Canudos tiradas à época por Flávio de Barros, único registro visual conhecido do conflito. A extensa fortuna crítica reúne análises e fontes documentais fundamentais para compreender a obra em toda a sua dimensão literária, sociológica e historiográfica.

Marco fundamental nos estudos sobre a formação do Brasil, Os sertões foi escrito a partir de um trabalho jornalístico sobre a rebelião de Canudos. Parte da riqueza do livro reside no fato de ele retratar a mudança de opinião de Euclides da Cunha que, movido por um espírito patriótico e republicano, a princípio via com maus olhos a revolta dos “fanáticos” defensores da monarquia, conforme o restante da elite letrada. Enviado para o interior da Bahia pelo jornal O Estado de S. Paulo, ele se defrontou com a realidade de famílias reunidas em torno de Antonio Conselheiro, líder messiânico, em prol da luta contra a precariedade da região. A experiência foi transformadora e resultou em uma das maiores obras da literatura brasileira. A frase icônica “O sertanejo é, antes de tudo, um forte” impôs um novo modo de pensar o brasileiro e se tornou referência histórica incontornável para as discussões sobre identidade nacional.

Os textos críticos presentes na publicação remontam a 1902, ano do primeiro lançamento de Os sertões, com José Veríssimo, passando por Araripe Junior e Silvio Romero (1903), Gilberto Freyre (1943), Antonio Candido (1952), Antônio Houaiss (1986), a própria organizadora desta edição, Walnice Nogueira Galvão (1994), Olímpio de Souza Andrade (1960), Maria Isaura Pereira de Queiroz (1976), Duglas Teixeira Monteiro (1978), Franklin de Oliveira (1982), José Calasans (1986), Luiz Costa Lima (1997) e Roberto Ventura (2003). Publicados tanto em livros quanto em estudos e periódicos, os escritos retratam a recepção e interpretação da obra ao longo dos anos.

Além desta edição comemorativa, um box especial estará à venda contendo mais um volume com as variantes e comentários, fruto de ampla pesquisa de revisão gráfica e atualização ortográfica das quatro versões já lançadas de Os sertões, algumas delas revisadas pelo próprio autor e atualizadas por Nogueira Galvão. O box pode ser adquirido com exclusividade nas lojas da Livraria Cultura de todo o país.

 

Serviços:

o que:

Lançamento do livro Os sertões

Debate com Walnice Nogueira Galvão, Zé Celso Martinez Corrêa e Flora Süssenkind, com mediação de Antonio Gonçalves de Filho.

onde:

*Livraria Cultura | Conj. Nacional - Av. Paulista, 2073, São Paulo / SP

quando:

05 de dezembro de 2016, segunda-feira, 19h

quanto:

grátis

 

:: @edicoessescsp | facebook, twitter, instagram, youtube

Galeria

Produtos relacionados