Sesc SP

postado em 24/09/2019

¿Quien es América Latina?

Feira em Salvador c.1958/Marcel Gautherot/Acervo IMS | Cidades sul-americanas como arenas culturais
Feira em Salvador c.1958/Marcel Gautherot/Acervo IMS | Cidades sul-americanas como arenas culturais

      


Três livros tratam da arte, da educação e do patrimônio no território latino-americano (e mais um título vem por aí para falar de memória)

 

Quem é a América Latina? Se por um lado a pergunta é fácil, por outro a resposta é cheia de possibilidades. Utilizado pela primeira vez em 1856 pelo filósofo chileno Francisco Bilbao, o termo América Latina compreende, de modo simples, a região do continente americano formada pelos vinte países colonizados por nações latinas – no caso Espanha, Portugal e França. Deixando a questão territorial de lado, projetos que buscam delinear entre os diferentes povos latinos os traços íntimos capazes de estabelecer a forte experiência de um continente unido – sem anular identidades e costumes individuais, tal como acontece na Europa – são mais que bem-vindos.

As Edições Sesc São Paulo têm em seu catálogo belos exemplos desse trabalho de construção de uma América Latina culturalmente interligada. Sendo assim, selecionamos três livros que tratam da arte, da educação e do patrimônio no território latino-americano (e mais um título vem por aí para falar de memória). Vamos a eles:

Em 1982, o historiador norte-americano Richard Morse escreveu um impactante artigo intitulado "Cidades 'periféricas' como arenas culturais". Mais de três décadas depois, o texto inspirou o arquiteto e historiador argentino Adrián Gorelik e a antropóloga brasileira Fernanda Arêas Peixoto a reunirem artigos para o livro Cidades sul-americanas como arenas culturais. No total, pesquisadores de oito países de diferentes especialidades refletem em 25 textos as relações entre cidade e cultura a partir de episódios da vida cultural urbana na América Latina. Brasília, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo estão entre as cidades analisadas, assim como Bogotá, Buenos Aires, Caracas, Lima, Montevidéu, Quito, Santiago do Chile, entre outras.

 


Paralis(AÇÃO) dos mediadores da Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 2013. Foto: Leonardo Barreiro | Agite antes de usar

Organizado por Renata Cervetto e Miguel A. López, Agite antes de usar: deslocamentos educativos, sociais e artísticos na América Latina é uma coletânea de artigos e entrevistas sobre a função pedagógica da arte. O livro traz uma dinâmica que visa torná-lo acessível a um público mais amplo e está dividido em cinco temáticas: Propostas para uma mediação crítica; Espaços de formação e políticas de aprendizagem; Atravessando a cena neoliberal a partir da educação artística; Protestos, crises e reconstrução dos modelos educativos; Dinâmicas afetivas: intercâmbios, colaboração, corpos e contexto.

 


Plaza Mayor Tunja, Colombia, 2017. Foto: Percival Tirapelli | Patrimônio colonial latino-americano

Com o objetivo de retratar três séculos da cultura e da estética criadas nos antigos territórios das Américas espanhola e portuguesa, Percival Tirapeli viajou pela porção sul do continente para escrever para escrever Patrimônio colonial latino-americano: urbanismo, arquitetura, arte sacra. A análise se divide em três partes: “Urbanismo colonial”, em que são examinados os traçados das cidades coloniais, apontando semelhanças e diferenças entre a América espanhola e a portuguesa; “Arquitetura eclesiástica”, dedicando-se ao estudo sobre as estruturas de igrejas, mosteiros e conventos; e, por último, “Arte sacra – mobiliário e ornamentação”, sobre a decoração típica da arte sacra e complementos ornamentais das edificações.

 


Trecho da capa prevista para Retratos latino-americanos | Imagem ilustrativa

Para finalizar a lista dos livros com temática latino-americana, apresentamos em primeira mão Retratos latino-americanos: a recordação letrada de intelectuais e artistas do século XX, título que em breve estará nas livrarias. Organizado pelos professores Sergio Miceli e Jorge Myers, o livro é um dos estudos mais completos e detalhados da literatura memorialística produzida na América hispânica e portuguesa no século XX, composto por ensaios de pesquisadores sobre obras memorialísticas de autores e intelectuais do Uruguai à ilha de Cuba, passando por Argentina, Peru, Brasil, Colômbia, Venezuela, República Dominicana e México. 

Produtos relacionados