Sesc SP

postado em 20/05/2020

5 livros para pensar sobre o tempo

cinco-livros-sobre-tempo-dest

      


Após quase dois meses de quarentena, é preciso analisar como observamos o passar dos dias e a nossa relação com eles

Se você consultar a palavra tempo em qualquer dicionário, encontrará uma definição semelhante a essa: trata-se da duração dos fatos; o que cria no ser humano a ideia de presente, passado e futuro; o que determina os momentos, as épocas, as horas, os dias, os anos, os séculos. É ele, o tempo, que situa o homem no espaço e orienta sua presença diante dos fatos da história. E é exatamente o que está acontecendo agora...

Para aumentar os índices de isolamento social na cidade de São Paulo e tentar diminuir o contágio pelo novo coronavírus, o prefeito Bruno Covas sancionou na tarde de ontem (terça, 19) a lei que permite a antecipação de feriados nacionais na capital paulista. Hoje (quarta, 20) é oficialmente o feriado da Consciência Negra, antecipado exatamente seis meses de sua data oficial, e amanhã (quinta, 21) será o de Corpus Christi, cuja celebração seria no dia 11 de junho. Mas a medida, fora da questão da saúde pública, também provoca uma importante reflexão: o que de fato é o tempo? E como lidamos com ele, ainda mais quando vivemos uma quarentena que já perdura há quase dois meses?

Por tudo isso, listamos a seguir cinco livros que te ajudarão a encontrar a resposta para estas e outras questões. Confira:
 

1- A ORIGEM E O FIM DO TEMPO
O jornalista e especialista em divulgação científica Ulisses Capozzoli investiga nesse e-Book, parte da coleção Ciência no Cotidiano, a natureza e a presença do tempo que, apesar de "não se revelar", ainda assim marca todas as formas como a vida se revela. De forma acessível, o autor traduz conceitos complexos de cientistas e filósofos como Einstein, Newton, Stephen Hawking, Aristóteles e Platão. 

2- MUTAÇÕES: O FUTURO NÃO É MAIS O QUE ERA
Mais um importante livro da série Mutações, organizada pelo jornalista e professor Adauto Novaes, o tempo é o tema central dessa obra, na qual 22 pensadores tentam responder questões inquietantes da percepção do tempo na contemporaneidade: o que se conserva ainda hoje nos fatos e nas ideias propostas no passado? Qual imagem temos do futuro? Como imaginar o amanhã quando o presente é substituído pelo imediato, pelo provisório?

3- PASSAGENS DE TEMPO
Médico psiquiatra e professor de psicologia geral na Universidade della Basilicata, Mauro Maldonato se debruçou para este livro na árdua tarefa de tentar explicar, ou ao menos compreender, o tempo e seu conceito de difícil entendimento. Afinal, só há poucas certezas a seu respeito: o curso dos dias é irreversível; o intercurso entre o nascimento e a morte de um indivíduo escapa a qualquer previsibilidade; e o percurso do ser projetado no tempo não se pode apreender. Fruto de uma densa pesquisa e da própria vivência do auto, o livro reúne textos nos quais a ciência, a filosofia e a literatura dialogam com inúmeros outros campos do saber.

4- ÓCIO ESTÉTICO VALIOSO
Escrito pela socióloga María Luisa Amigo Fernández de Arroyabe, o livro discute as relações entre a teoria do ócio e a estética, tendo em vista o impacto do desfrute da arte durante os momentos de ócio para o desenvolvimento humano, ou seja, abordando também o tempo sob a perspectiva do indivíduo e da sociedade que o cerca.

5- ÓCIO VALIOSO PARA ENVELHECER BEM
Independente da compreensão de cada ser sobre o tempo, o fato é que o experimentamos diariamente, vendo na aparência de nossos corpos e no funcionamento dos mesmos o passar dos dias. Para a maioria da população, o envelhecimento irá chegar e, junto a ele, a pergunta: é possível se aposentar de maneira ativa e satisfatória? O pesquisador Manuel Cuenca Cabeza acredita que sim. Nesse livro, ele aborda o envelhecimento como uma oportunidade; por meio do chamado ócio valioso, ou seja, dedicar-se a algo prazeroso, que motiva o indivíduo e lhe dá vontade de viver.

Produtos relacionados