Sesc SP

postado em 25/11/2015

Esmeralda: Por que danço agora!

esmeralda capa

O CD Guerreira, de Esmeralda Ortiz, veio para celebrar o fim de 2015, ano comprido, ungindo nossos ouvidos com a harmonia, alegria e união em coro no refrão do samba! Saiba mais da história do disco e de Esmeralda,"uma guerreira partideira" como ela mesmo canta! Para adquirir seu exemplar, clique aqui.

 

 

"Diziam que eu não tinha jeito, estava perdida. Eu mesma achava que não tinha jeito".

Esta é Esmeralda Ortiz à época do lançamento de seu livro "Esmeralda: Por que Não Dancei", escrito em conjunto com Gilberto Dimenstein, sobre sua trajetória dura nas ruas de São Paulo - qualquer semelhança com Maria Carolina de Jesus, O Quarto de Despejo e Audálio Dantas, fica por sua conta.

 

 

No contato com os educadores do Projeto Travessia, no centro de São Paulo, um vislumbre de uma alternativa: participou de oficinas de arte e letras de música, voltou para a escola, arrumou uma casa. "Escrever pagode e poesia pra mim era a liberdade de expressão de sentimento, porque eu não conseguia falar pra ninguém o que eu sentia, eu queria me comunicar por meio da melodia, a música rompia a solidão".

O livro fez um sucesso tremendo; o pagode maturou e veio dar frutos maduros como este CD que o Selo coloca na praça na semana do dia nacional do Samba.

A bolacha contém 14 canções, em sua maioria, aquele samba partido-alto, alto gabarito que agrada desde aquele tio fanfarrão até a vovó mal humorada: é um disco feito com um carinho que transcende. Esta obra é uma homenagem de Esmeralda às referências dela, que fizeram-na reluzir a partir da música, da arte - as citações à Jovelina Pérola Negra, Clementina de Jesus e outras bambas do samba, deixa tudo muito claro.

É possível sacar mais sobre isso no texto de Gilberto Dimenstein, presente no encarte do disco, logo abaixo.

 

 

Dessas canções, destacamos "Jorge Guerreiro/Salve Mandela", na qual um violão e o coro organizam as duas músicas em uma só, dando o mote: é preciso paz e união. "Canto pra subir" também sobressai: a gente dúvida dar o play nessa canção e alguém ousar não se mexer! "Samba de Roda" ainda mostra o flow de Esmeralda em ponto de bala, próxima de uma tradição na qual o samba era improvisado, versado ali na hora, enquanto a roda de músicos abrasava a noite.

Ficou com vontade? Dá pra escutar amostras das faixas do disco logo abaixo. Vem com a gente, deixe Esmeralda Ortiz te surpreender!


 

1. Sou Guerreira

2. Pede e Corre Atrás

3. Somos Nós

4. Motivo pra Viver

5. Canto pra Subir

6. Jorge Guerreiro - Salve Mandela

7. Dona Maria

8. Mereço Muito Mais

9. Esse Menino

10. Bererê

11. Negro Dito

12. Canto de Glória

13. Samba de Roda

14. Saudações à Mestre Candeia

Produtos relacionados