Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Festival Sesc de Música de Câmara 2016 - Em sua segunda edição, o festival apresenta um repertório que vai do mundo antigo ao contemporâneo em abordagens inovadoras saiba mais

Imani Winds foto Pierre Lidar (3)
O Imani Winds é hoje um dos mais bem sucedidos grupos de música de câmara dos Estados Unidos. Desde 1997, o quinteto traçou um caminho único, unindo performances de alto nível a uma programação culturalmente engajada (a maioria de seus integrantes é negra e atuante na causa), além de colaborações ousadas e programas de extensão.

Dois dos membros do grupo – Valerie Coleman e Jeff Scott – são compositores, e desde 2008 o Imani possui o Projeto Encomenda de Legado (Legacy Commissioning Project), no qual financia, monta e realiza turnês com novas obras para quintetos de sopros escritas tanto por compositores estabelecidos como emergentes e de diversas origens musicais. Dessa forma, enriquecem o repertório para quinteto, enquanto fazem uma ponte entre as tradições da Europa, América, África e América Latina. Outro campo de atuação importante do Imani Winds é a educação. O grupo participa de residências por todo os EUA dando masterclasses, e em 2010 lançou um festival anual de música de câmara. O programa, agora em seu sexto ano, reúne jovens instrumentistas de toda a América do Norte.

A grande variedade de programas que o Imani Winds executa é mais um atestado de sua vontade de expandir o repertório comumente tocado e escutado. Ele vai de Mendelssohn a Jean Françaix, György Ligeti, Luciano Berio, Astor Piazzolla, Elliott Carter e John Harbison, procurando incorporar ativamente novas músicas e novas vozes ao idioma da música clássica moderna.

VIAGEM MUSICAL PELO MUNDO
 

Valerie Coleman (1970)

Asheo (Responsório africano)


Georges Bizet (1838-1875)

Abertura da ópera Carmen (1875)


Maurice Ravel (1875-1937)

Minueto de Le Tombeau de Couperin (O Túmulo de Couperin) (1919)


Arne Running (1943-2016)

Quodlibet do Quinteto para sopros (2004)


Tradicional (arranjo Gene Kavadlo)

Danças Klezmer


SOBRE O PROGRAMA
 
Autores norte-americanos e franceses compõem esse programa do Imani Winds. Nascida em 1970, Valerie Coleman é flautista do grupo e compositora. Duas tendências gerais podem ser apontadas em suas obras: são escritas para a formação de quinteto de sopros e trazem elementos da cultura africana. As duas características estão presentes em Asheo, espécie de responsório africano. O compositor francês Georges Bizet morreu jovem e seu maior triunfo foi a ópera Carmen. No entanto, sua estreia na Opéra-Comique de Paris, em março de 1875, foi um fracasso. Bizet, que morreu três meses depois, não chegou a acompanhar o sucesso estrondoso que a ópera conheceria gradativamente, a partir de apresentações em Viena, Bruxelas, Londres e Nova Iorque, até conquistar o público parisiense numa nova apresentação, em 1883. A abertura da ópera é um de seus trechos mais conhecidos, e condensa temas diversos apresentados ao longo da peça. Em 1875, mesmo ano em que morria Bizet, nascia seu conterrâneo Maurice Ravel. Seu lírico Minueto, que na versão orquestral tem solos de oboé, integra uma peça escrita em homenagem ao compositor François Couperin (1668-1733) e à tradição do Barroco francês.

Arne Running, músico norte-americano falecido recentemente, era clarinetista de formação e se dividia entre a performance e a composição. Seu catálogo de obras não é muito extenso e inclui um Quinteto para sopros escrito em 2004. Dessa obra, é executada Quodlibet, um movimento curto que é uma colagem de trechos de obras e por si só uma pequena viagem musical. É comum que Quodlibet desperte risos na plateia, e costuma fazer grande sucesso entre ouvintes jovens. Também clarinetista é Gene Kavadlo, que desde 1975 ocupa o posto de primeiro clarinete na Sinfônica de Charlotte, Carolina do Norte. Paralelamente, fundou o grupo Viva Klezmer! em 1984, com o qual se apresenta pelo sul dos EUA divulgando a tradição da música judaica. O concerto se encerra, assim, com arranjos de Gene para uma seleção de danças klezmer. 

INTEGRANTES
 
Imani Winds, quinteto de sopros 
Valerie Coleman, flauta / compositora
Toyin Spellman-Diaz, oboé
Mark Dover, clarinete
Jeff Scott, trompa / compositor
Monica Ellis, fagote

LOCAL DA APRESENTAÇÃO
 
Museu Afro Brasil
Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 10, s/n
Parque Ibirapuera
(11) 3320-8890

(Foto: Pierre Lidar)

 

saiba mais

Música

Imani Winds (EUA) Viagem Musical pelo Mundo L

Essa atividade aconteceu em 03/12/2016 no Sesc Vila Mariana.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo