Sesc SP

boteco-da-diversidade
Em um clima descontraído, a arte encontra o diálogo político sobre o reconhecimento da corporalidade e das vivências cotidianas das pessoas gordas no Brasil. Por meio de diversas formas poéticas de resistência e do combate à gordofobia e à pressão estética, o público poderá conhecer mais sobre o tema.  Com Taty Yuki, Preta Rara, Riot Queens, Draga da Quebrada, Júnior Ahzura, Flávia Durante, Grupo Me Gusta.

O evento contará com tradução em Libras, com Karina Zonzini

Taty Yuki 
DJ nas noites do interior de SP há 5 anos, sempre fazendo a diferença com seu set repleto de hinos do R&B, pop e funk. Sapatão, gorda e negra lutando pra conseguir cada vez mais espaço num meio onde dão muito valor à aparência padronizada.

Preta Rara 
Joyce Fernandes, 32 anos, conhecida como Preta-Rara, é rapper, turbanista, professora de história e poetisa. Sua trajetória é marcada pela atuação e militância em movimentos negros e feministas. Nascida em Santos, no litoral de São Paulo, Preta-Rara começou a fazer rima aos 12 anos de idade. Suas músicas falam sobre empoderamento feminino, racismo, machismo, gordofobia e relacionamentos amorosos. Lançou seu primeiro disco “Audácia” em outubro de 2015. Tornou-se porta-voz das empregadas domésticas no Brasil depois de criar a página “Eu Empregada Doméstica” no Facebook.

Riot Queens
Riot Queens é um coletivo pensado por e para mulheres drag queens para falar sobre nossa jornada, nossos obstáculos no meio drag e reafirmar nossa arte.  Nessa edição do Boteco vamos contar com a participação da Cherry Pop e Ginger Moon.

Draga da Quebrada 
Carlos Luiz é interprete da personagem “Draga da Quebrada”. Formou-se em Letras pela Unesp e atualmente cursa Psicologia. Exagero puro, performa apenas músicas nacionais. Seu corpo é gordo, periférico e político, sua arte é resistência e persistência em mundo onde não se encaixam os que estão fora da “norma”.

Júnior Ahzura 
Artista visual, fotógrafo, educador, membro do coletivo Ponto e Vírgula, voguer e viciado em vídeo game. Tem interesse nas inserções imagéticas dentro das mídias sociais, nas relações entre corpo e espaço, identidade de gênero e sexualidade, bem como no registro da performance e seus desdobramentos. 

Flávia Durante 
Durante é comunicadora, DJ e empreendedora nascida em São Paulo e criada em Santos. Desde 2012 produz o Pop Plus, feira de moda e cultura plus size, com média de público de 8 mil pessoas por evento. Ao longo destes 5 anos tem desmistificado conceitos e conselhos que mulheres (e homens também) ouvem há décadas em relação à moda.  

Grupo Me Gusta 
Grupo de Dança formado por dançarinas gordas que têm o objetivo de empoderar e estimular a autoestima de outras mulheres por meio de performances e atividades de dança. A formação atual conta com Jéssica Chamma, Joyce Cavichio, Luana Nazareth e Natália Haidamus.

Karina Zonzini 
Gestora de projetos sociais, proficiente em Libras, especialista em educação inclusiva e políticas da educação, Karina Zonzini trabalha para assegurar e promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos das pessoas com deficiência. Mantém a ONG Surdo Mundo.

Retirada de ingressos com uma hora de antecedência na bilheteria.

Local: Comedoria.


Ações para a Cidadania

Boteco da Diversidade: Visibilidade Gorda 18

Essa atividade aconteceu em 05/08/2017 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo