Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Jazz na Fábrica 2017 - Panorama da diversidade de estilos, formações e sonoridades do jazz. saiba mais

Eddie-Allen-divulgação

O trompetista Eddie Allen se lembra de que, quando era criança, ao assistir animações como Os Flintstones,o que mais lhe chamava a atenção era a trilha sonora. “Foi assim que comecei a ouvir jazz e música clássica europeia. Eu ainda não sabia o que era, mas estava treinando meus ouvidos para gostar de jazz”, lembra ele. Nascido em 1957 em Milwaukee, no estado de Wisconsin, Allen cresceu colado ao rádio escutando o piano de Horace Silver e o trompete de Lee Morgan— com quem costuma ser comparado. Durante sua formação, foi contaminado pelos experimentalismos da Associação para o Avanço dos Músicos Criativos (AACM), criada na vizinha Chicago, em especial pelo free jazz de Lester Bowie, com quem Allen trabalhou na década de 80. Ao mudar-se para Nova York em 1981, sua técnica lapidada por anos de treino e estudo o tornou hábil para transitar do hard bop, tocando ao lado do baterista Art Blakey, ao bebop, com o trompetista Dizzy Gillespie, e os clássicos das orquestras da Broadway. Acompanhado por um septeto, Allen mostra o repertóriode Push (2014), seu último álbum com influências de reggae e ritmos urbanos.

Eddie Allen (trompete), Dion Tucker (trombone), Darryl Lance Yokley Iisax (tenor), Misha Tsiganov (teclados), James Weidman (piano), Kenny Davis (baixo acústico) e Rudy Royston (bateria). 

Vendas limitadas a 4 ingressos por pessoa.

Local: Comedoria*  
*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados: 400. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa às 20h00, com discotecagem.

------

Trumpeter Eddie Allen remembers focusing on the soundtrack while watching cartoons such as The Flintstones. “That’s how I started listening to European jazz and classical music. I didn’t know it yet, but I was training my ears to enjoy jazz,” he recalls. Born in 1957 in Milwaukee, Wisconsin, Allen grew up glued to the radio, listening to Horace Silver’s piano and Lee Morgan’s trumpet — to whom he is often compared. During his formal training, Allen became fascinated by the experimentalism of the Association for the Advancement of Creative Musicians (AACM), based in Chicago, especially the free jazz style of Lester Bowie, with whom he worked in the 1980s. Moving to New York in 1981, his technique perfected by years of training and study allowed him to navigate hard bop, playing alongside drummer Art Blakey, bebop, with trumpeter Dizzy Gillespie, as well as Broadway orchestras classics. Accompanied by a septet, Allen will perform repertoire from Push (2014), an album with diverse influences including urban rhythms and even reggae.

Eddie Allen Trumpet Dion Tucker Trombone Darryl Lance Yokley II Tenor Saxophone Misha Tsiganov Keyboards James Weidman Piano Kenny Davis Acoustic Bass Rudy Royston Drums 

Purchase is limited to four tickets per person. 

Venue: Comedoria*
*Venue capacity: 800 people. 400 places available on a first come, first serve basis. Doors open at 8pm, with a DJ set. Not suitable for under 18s.

 
(Foto: Divulgação / Press photo)


saiba mais

Música

Eddie Allen (Estados Unidos | United States of America) 18

Essa atividade aconteceu em 12/08/2017 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo