Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Jazz na Fábrica 2017 - Panorama da diversidade de estilos, formações e sonoridades do jazz. saiba mais

abdullah-ibrahim---divulgação

Abdullah Ibrahim não é um artista que possa ser definido por um único estilo. O pianista sul-africano criou um universo musical próprio, original e transcendental, ao mesmo tempo enérgico e reflexivo, que vem do encontro entre o jazz com as canções que ele ouvia sua avó, também pianista, interpretar na igreja metodista de sua cidade natal, Cape Town; das audições de ritmos africanos, soul, clássicos europeus e indianos, entre outras influências absorvidas em seus 83 anos. Sua fama começou a se espalhar na África do Sul na década de 50, com o sexteto Jazz Epistles, que tinha entre os integrantes o trompetista Hugh Masekela. Mas foi no exílio, causado pela violência do regime de apartheid, que tanto Ibrahim como Masekela e Miriam Makeba se firmaram como estrelas da música sul-africana. No desterro, Ibrahim conheceu o pianista Duke Ellington, que se tornou uma de suas grandes influências e foi o responsável por levá-lo aos Estados Unidos, promovendo encontros com John Coltrane, Ornette Coleman e Pharoah Sanders. Seja com o septeto Ekaya, formado nos anos 1980, no comando de big bands ou em concertos solo, Ibrahim segue na ativa, explorando diversos instrumentos e realizando memoráveis sessões de piano.

Abdullah Ibrahim (piano), Andrae Murchisson (trombone e trompete), Marshall Macdonald (sax), Will Terrill (bateria), Noah Jackson (cello e baixo), Cleave E. Guyton (sax, flauta, clarinete e piccolo).

Vendas limitadas a 4 ingressos por pessoa.

Local: Teatro*

*O Teatro do Sesc Pompeia possui duas plateias (lados par e ímpar) e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência nas galerias, de menores de 12 anos, mesmo acompanhados dos pais ou responsáveis. 

------ 

Abdullah Ibrahim is not an artist defined by one single style. The South African pianist has created his own original and transcendental musical universe, at once energetic and thoughtful, combining jazz and songs his grandmother, who was also a pianist, used to perform at a Methodist church in his native Cape Town; along with African rhythms, soul, European and Indian classics and other influences absorbed in his 83 years of life. Ibrahim gained fame in South Africa in the 1950s while playing with the sextet Jazz Epistles, which also included trumpeter Hugh Masekela. But it was in exile, caused by the violence of the apartheid regime, that Ibrahim, Masekela and Miriam Makeba established themselves as international stars of South African music. It was then that Ibrahim met pianist Duke Ellington, who became one of his main influences and took the musicians to the United States, promoting collaborations with John Coltrane, Ornette Coleman and Pharoah Sanders. Whether he’s playing with the septet Ekaya, formed in the 1980s, leading big bands or starring in solo concerts, Ibrahim is always active, exploring various instruments and performing memorable piano sessions.

Abdullah Ibrahim
(piano), Andrae Murchisson (trombone and trumpet), Marshall Mcdonald (saxophone), Will Terrill (drums), Noah Jackson (cello and bass), Cleave E. Guyton (saxophone, flute, clarinet and piccolo).   

Purchase is limited to four tickets per person. 

Venue: Teatro*

*Balcony seats at the Sesc Pompeia Theater are not numbered. For safety reasons, children under 12 are not allowed on the balconies, even if accompanied by a parent or guardian. Not suitable for under 12s.

(Foto: Divulgação/ Press photo) 

saiba mais

Música

Abdullah Ibrahim (África do Sul | Republic of South Africa) 12

Sesc Pompeia ver no mapa compartilhar

19/08

SAB
21H
  • R$ 18,00
  • R$ 30,00
  • R$ 60,00

Venda online desde
03/08/2017 15:00

À venda nas unidades desde
04/08/2017 17:00

20/08

DOM
18H
  • R$ 18,00
  • R$ 30,00
  • R$ 60,00

Venda online desde
03/08/2017 15:00

À venda nas unidades desde
04/08/2017 17:00