Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Bienal Sesc de Dança 2017 - Festival traz panorama diversificado da produção artística e pensamento sobre a linguagem da dança saiba mais

IMG 7126-a Fanca Cortez (2)
“Quanto calor despende um corpo para animar um espaço?” Partindo dessa questão, a artista plástica Néle Azevedo e a coreógrafa Marina Tenório propõem uma instalação-performance que evidencia o território de passagem, de transição, e reflete sobre a impermanência da vida, a intersecção entre o material e o imaterial, o físico e o imagético, o transparente e o opaco, o momento presente e o que se mantém na memória.  
Na montagem, Tenório se movimenta e se relaciona com dezenas de esculturas de corpos fundidas em gelo com cerca de 1,10 metros, suspensas por fios de nylon. O corpo vivo dialoga com o corpo-gelo em processo de derretimento e transformação, expondo a fragilidade de ambos. A trilha sonora concebida pelo músico Thomas Rohrer ajuda a compor o clima, enquanto performer e esculturas se ressignificam com a ação do tempo.
Concepção e instalação:Néle Azevedo. Codireção e performance: Marina Tenório. Elenco: Marina Tenório, Thomas Roher (composição musical ao vivo).

Local: CIS Guanabara - Armazém

* Limite de venda: 2 ingressos por pessoa

(Foto: Fanca Cortez)
Dança

Composição Para Esculturas e Um Corpo 14

Essa atividade aconteceu em 17/09/2017 no Sesc Campinas.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo