Sesc SP

1200x488 yoshi oida FINAL

A Canção da Terra (Das Lied von der Erde) é um espetáculo operístico (cantata), criado a partir da obra homônima de Gustav Mahler, uma de suas últimas composições, em que a angústia existencial e uma sublime grandiosidade estão em conjunção quase perfeita.

O diretor Yoshi Oida se propõe a criar, nessa montagem, a expressão do esplendor da terra e da natureza. O espaço cênico é um jardim zen japonês, buscando a limpeza e a precisão ideais para a representação dos acontecimentos. Dois cantores (a soprano Masami Ganev e o tenor Miguel Geraldi) e quatro atores interpretam monges de um monastério budista, lamentando pelo declínio da Terra, nesse momento de crise ecológica - um colapso que atravessa a questão científica e avança sobre o homem, ‘senhor e destruidor’ da natureza. Todo esse tema transparece nos poemas chineses e nas imagens cênicas criadas por Yoshi Oida. A música será executada ao vivo, pela orquestra do Ensemble Instituto Fukuda , composta por 21 músicos, e com regência de Érica Hindrikson.

 

Yoshi Oida nascido no Japão, é ator, diretor e autor radicado em Paris. Teve formação no teatro tradicional japonês, antes de ir para França, em 1968, onde integrou o grupo de Peter Brook, participando de muitos dos seus espetáculos mais importantes. Alguns anos depois começou a dirigir peças e óperas no mundo todo, usando uma combinação única das técnicas orientais e ocidentais de teatro. Oida é aquilo que seu mais conhecido livro sugere em seu título: um ator errante. Se imortalizou junto ao diretor inglês Peter Brook, através das diversas peças que fizeram juntos, mas também pelos filmes em que participou, como na versão cinematográfica do Mahabharata de Brook, além de O Livro de Cabeceira, de Peter Greenway e mais recentemente Silêncio, de Martin Scorcese. Os seus livros sobre técnicas de interpretação, Um Ator Errante, O Ator Invisível e Artimanhas do Ator, se tornaram antológicos e foram traduzidos em diversas línguas. Aclamado na França, onde vive, foi condecorado com os títulos de Chevalier (1992), Officier (2007) e Commandeur (2013) de l'Ordre des Arts et Lettres. 

Para saber sobre o Encontro com Yoshi Oida, no dia 7/12, clique aqui.

direção  YOSHI OIDA
regente  ÉRICA HINDRIKSON
orquestra  ENSEMBLE INSTITUTO FUKUDA

com
mezzo-soprano  MASAMI GANEV  
tenor  MIGUEL GERALDI  
monges  FABRÍCIO LICURSI, GUM TANAKA, JIMMY WONG, TOSHI TANAKA
cenário e figurino  TOM SCHENK
iluminação  HENRY VAN NIEL
diretor assistente  SAMUEL VITTOZ
coordenação musical  RICARDO FUKUDA
produtoras associadas  CenaCultProduções e prod.art.br
diretores de produção  JULIA GOMES, RICARDO FRAYHA, RICARDO MUNIZ FERNANDES
diretor técnico  JULIO CESARINI

apoio  Fundação Nacional de Artes – Funarte, Fundação Japão

 

Local: Teatro Paulo Autran
Duração: 1h20.
Recomendação etária: 14 anos.
Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.
Venda limitada a 4 ingressos por pessoa.


(Foto: Foto: Mamoru Sakamoto / Ilustração: Érico Peretta)

Teatro

A Canção da Terra Direção Yoshi Oida 14

Essa atividade aconteceu em 14/01/2018 no Sesc Pinheiros.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo