Sesc SP

emicida-por-jose-de-holanda-@seujosedeholanda-435

O partido-alto é o freestyle tupiniquim. Esse repente do Sudeste curiosamente  traz em suas primeiras três letras o gênero pelo qual Emicida entra na música brasileira. 

O rap, através de sua cultura de samplers, sempre buscou fazer reverências a suas referências. Homenagear quem veio antes e abriu caminho para que hoje estejamos aqui. 

Desde os anos 80, através do experimentalismo do grupo da zona norte de São Paulo The Brother's Rap, a batida do pandeiro acompanhada de cavaco já se tornava um ingrediente que traria novos ares a ambos os gêneros. 

São músicas de favela, com origem em lugares idênticos, e é impossível que qualquer gênero musical exista dentro do Brasil sem sofrer a influência cultural deste imenso gigante que é a criatividade brasileira. 

Neste espetáculo, um desejo antigo, Emicida, o maior ícone do rap de improviso ou freestyle do Brasil, reverencia a rainha do partido-alto Clementina de Jesus, uma de suas maiores referências. 

A quantidade máxima permitida para compra é de 2 ingressos por pessoa.

 

Teatro.  

 

(Foto: José de Holanda)

 

 

 

 

Música

Emicida e Os Prettos Obrigado, Clementina! 12

Essa atividade aconteceu em 13/02/2018 no Sesc Santana.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo