Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Interpretando o Carnaval - Uma viagem pela música brasileira com paradas nos anos de 1972, 1977, 1988 e 1998 em quatro álbuns singulares. saiba mais

golonka ft golonka

Para reinterpretar na íntegra o disco Muitos Carnavais e apresentar um retrato do carnaval de Salvador nos anos 70, o Grupo Golonka convida Verônica Ferriani para desfilar sucessos como "Chuva, Suor e Cerveja", "A Filha de Chiquita Bacana", "Deus e o Diabo", "Piaba", "Atrás do Trio Elétrico" e "Um Frevo Novo", entre outros.

Na década de 1970, depois de lançar discos históricos como Transa - gravado no exílio em Londres - Joia, Qualquer Coisa e Doces Bárbaros (ao lado de Gal e Gil), Caetano Veloso quis resgatar a riqueza do carnaval baiano e tentar ressuscitar os trios elétricos, que no início da década de 1970 foram proibidos pela Ditadura Militar. Diante desse desejo, Caetano concebeu seu próprio disco de carnaval, na forma de coletânea de canções gravadas durante sua carreira. O repertório do disco celebra o clima festivo dos carnavais de rua de Salvador, trazendo um repertório que desfila sambas, marchinhas e frevos.

O Golonka surgiu no fim de 2016 quando três brasileiros de partes distintas do país se encontraram na cidade de São Paulo. Formado pelo paulistano Pedro Keiner (violão e voz), pelo curitibano Wagner Barbosa (guitarra, baixo e voz) e pelo baiano Thiago Gomes (bateria e voz), o Golonka questiona os conceitos de cultura "alta" e cultura "baixa" com bom humor e vontade de provocar quem dança. A estreia veio com a expressiva releitura do enigmático disco Transa, de Caetano Veloso. O álbum foi eleito pela revista Rolling Stone como um dos 10 maiores discos da música brasileira.

Verônica Ferriani estreou como cantora a convite do compositor e violonista Chico Saraiva e desde então já dividiu palcos com Beth Carvalho, Ivan Lins, Jair Rodrigues, Francis Hime, Martinho da Vila, Tom Zé, Criolo e Zé Renato, entre muitos outros. Desde 2011, excursiona em turnê voz e violão com Toquinho e já gravou obras de Gonzaguinha, Paulinho da Viola, Assis Valente e João Donato, entre outros. Seu primeiro disco 100% autoral "Porque a boca fala aquilo do que o coração tá cheio" foi lançado em outubro de 2013 com turnê em mais de 90 cidades em 13 países. Em 2016 venceu o prêmio 'Profissionais da Música' na categoria melhor cantora. Atualmente prepara seu novo disco, também 100% autoral, com lançamento no primeiro trimestre de 2018.

Local: Praça de Eventos

(Foto: Divulgação)

 

Música

Golonka convida Verônica Ferriani Muitos Carnavais (1977) - Caetano Veloso L

Essa atividade aconteceu em 13/02/2018 no Sesc Itaquera.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo