Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Seminário Internacional Turismo e Direitos num Mapa de Contradições - Reflexões sobre a democratização do acesso e os impactos das práticas turísticas saiba mais

Seminário-de-Turismo

O "Seminário Internacional Turismo e Direitos num Mapa de Contradições" acontece entre os dias 12 e 13 de Junho, no Sesc 24 de Maio, propondo uma reflexão sobre a democratização do acesso e os impactos das práticas turísticas.

O Seminário compõe as ações comemorativas aos 70 anos do Turismo Social no Sesc em São Paulo e pretende discutir as relações entre turismo e direitos humanos, abordando de modo crítico e propositivo as graves contradições desse cenário. A programação do evento reúne especialistas  não apenas em turismo, mas em áreas como sociologia, psicologia, educação, diversidade, políticas públicas e urbanismo. 

VAGAS ESGOTADAS

Programação

Dia 12 de Junho

Credenciamento

A partir das 9h na praça (andar térreo) do Sesc 24 de Maio.

Mesa 1 - 10h30
Turismo e direitos num mapa de contradições
Para compreender o panorama no qual o turismo se desenvolve, é importante sublinhar determinados vetores atuais, como a globalização dos mercados e a dificuldade dos países em legislar em seus territórios, a assimetria de oportunidades, o colapso ecológico e a onipresença das tecnologias. O turismo pode ser produzido, comunicado e consumido de vários modos, resultando diferentes formas de relacionamento entre a atividade turística e os direitos. Como esses jogos de força (poder) se desenvolvem na atualidade?
Mediador: Sérgio Rodriguez Abitia (Vice-presidente da Organização Internacional de Turismo Social)
Palestrantes: Jessé Souza (Professor da Universidade Federal do ABC) e Freya Higgins-Desbiolles (Professora da Escola de Administração da University of South Australia)

Mesa 2 - 14h30
Turismo e territórios: quem diz o que é desenvolvimento?
Essa mesa pretende debater os significados de desenvolvimento que estão implícitos nas argumentações dos diversos atores envolvidos na atividade turística. Como cada um desses discursos ajuda a construir diferentes realidades?
Mediador: Aguinaldo Cesar Fratucci (Professor do Departamento de Turismo da Faculdade de Turismo e Hotelaria Universidade Federal Fluminense)
Palestrantes: 
Rodrigo Fernández Miranda (Professor do Centro de Estudos em Economia Social da Universidade Nacional de Tres de Febrero, Argentina), Thiago Sebastiano de Melo (Membro da Rede Internacional de Estudos Críticos de Turismo, Território e Autodeterminação – REESCRITA)

Mesa 3 - 16h30
Turismo pra quem?
Independentemente do debate sobre turismo ser ou não um direito, observam-se demandas dos indivíduos por participação nos movimentos turísticos em um cenário de exclusão. Frente às restritas opções economicamente acessíveis e ao limitado alcance de políticas e ações institucionalizadas, quais as práticas existentes?
Mediador: Marcelo Vilela de Almeira (Professor do curso de Lazer e Turismo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo)
Palestrantes: Adjane de Araújo Machado (Professora no Curso de Turismo da Universidade Federal da Paraíba e coordenadora do Curso Técnico em Hospedagem na Escola Cidadã Integral Presidente João Goulart) e Erica Schenkel (Professora do Departamento de Geografia e Turismo da Universidad Nacional del Sur, Argentina)

Trabalho premiado: Lucas Monteiro, Jean Viana e Claudia Moraes

Dia 13 de Junho

Mesa 1 - 10h
“Não sou turista, eu moro aqui” – dilemas do direito à cidade
O afluxo excessivo de turistas a certas localidades tem colocado em risco o cotidiano das populações. À medida que se intensificam processos como o de gentrificação, quais reações e alternativas os agentes locais manifestam para lidar com esses impactos? Quais contextos propiciam o surgimento de expressões como “turismofobia”? Quais são os interesses em jogo?
Mediador:Thiago Allis (Professor do curso de Lazer e Turismo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo)
Palestrantes: Ana Fani Alessandri Carlos (Professora  do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo), Cláudia Leitão (Professora da Universidade Estadual do Ceará) e Alejandro Mantecón (Professor de sociologia na Universidade de Alicante)

Mesa 2 - 11h45
Repensando as práticas no turismo
Mesa dedicada a apresentações de projetos que proponham novas práticas para problemas urgentes que envolvem a atividade turística, como os conflitos e os desrespeito de direitos, as vulnerabilidades sociais intensificadas pela atividade e outros dilemas da atividade.
Mediador: Alberto D'Aurea (Sesc)
Palestrantes: Carlos Humberto (CEO do Diaspora.Black.), Mark Watson (Diretor da Tourism Concern, Inglaterra) e
Renato Cymbalista (professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e membro do Coletivo Pisa).

Mesa 3 - 15h
As facetas turísticas da vulnerabilidade
Quando se aborda a relação entre turismo e direitos, cabe debater as condições daqueles que historicamente encontram-se em posição de vulnerabilidade e que não raro encontram, em face da atividade turística, um recrudescimento da opressão que enfrentam. As assimetrias estão presentes nas diversas relações do fenômeno turístico: tanto entre aqueles que desejam viajar, como também entre aqueles que trabalham no setor ou que fazem parte das comunidades que habitam destinos procurados. Como tais assimetrias se relacionam com o quadro geral de desigualdades sociais? Quais mecanismos que as constroem? Quais as responsabilidades de cada agente do turismo nesse panorama?
Mediador: Helio Hintze (Projeto Fazer Pensar)
Palestrantes:  Daniela Moreno Alarcón (co-diretora da organização Equality in Tourism, Inglaterra), Ernest Cañada (Coordenador do centro de estudos Alba Sud e professor da Universidade de Barcelona) e Vanda Aparecida da Silva  (Professora do curso de Turismo da Universidade Federal de São Carlos)

Trabalho premiado: Angela Teberga 

Mesa 4 - 17h
Imagens e sentidos do Turismo
Discutir a relação entre turismo e direitos implica abordar aspectos ligados ao imaginário dessa prática. Ser turista é mais do que desempenhar um dos possíveis papeis do indivíduo na atualidade: parece ter se tornado um imperativo contemporâneo. Como se deu a construção desse papel por instâncias que atuam no domínio do simbólico, como o cinema, a fotografia e a publicidade? Quais estratégias foram utilizadas por essas mediações para positivar a atividade turística e quais as possibilidades de decodificação e desconstrução de tais discursos?
Mediador: Dênio Azevedo  (Universidade Federal de Sergipe)
Palestrantes: Careime Assmann (consultora de cinema), Michael Hughes (fotógrafo autor da série Souvenirs), Susana Gastal (professora da Universidade de Caxias do Sul)
Trabalho premiado: Rita de Cássia Viebrantz e Tassiele Cassuriaga

Local: Teatro - 1º subsolo

(Ilustração: Elisa Carareto)

saiba mais

Turismo

Seminário Internacional Turismo e Direitos num Mapa de Contradições 16

Essa atividade aconteceu de 12/06/2018 a 13/06/2018
no Sesc 24 de Maio.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo