Sesc SP

Jacob Bandolim

Jacob Pick Bittencourt levou o bandolim para o cerne do cenário musical brasileiro e, como referência na composição e interpretação para o instrumento, fundiu-se o imaginário popular tornando-se Jacob do Bandolim.

Eternizado como um dos maiores instrumentistas da história, Jacob construiu um patrimônio em forma de composições e gravações históricas, como “Ai, que saudades da Amélia”, por Ataulfo Alves, em 1942, e “Marina”, com Dorival Caymmi, em 1947; além de liderar grupos como o Época de Ouro e ter como discípulos Sergei Dorenski, Oscar Cáceres, Paulo Tapajós, Maestro Gaya, Canhoto da Paraíba, e iniciantes promissores como Paulinho da Viola e Turíbio Santos.

O Selo Sesc celebra o legado centenário do bandolinista com um disco produzido por Henrique Cazes e Carlos Alberto Sion, levando a campo interpretações de Henrique Cazes Trio e companhia de Joel Nascimento, ilustríssimo discípulo de Jacob e Fábio Perón, 28, filho dos músicos Vera Cury e Ítalo Perón, que atuou no lendário conjunto de choro de Izaías Bueno de Almeida. 

 

Teatro

 

(Arte: Selo Sesc)

 

 

saiba mais

Música

Jacob do Bandolim 100 Anos - Sentimento & Balanço Lançamento do CD [Selo Sesc] 12

Essa atividade aconteceu em 08/11/2018 no Sesc Santana.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo