Sesc SP

LBGTQIs---yannis-papanastasopoulos-327336-unsplash

Com Claudia Garcia, Luiz Mott, Renan Quinalha e mediação de João Silvério Trevisan.

O Brasil possui uma das maiores paradas gay do mundo ao mesmo tempo que também é uma dos países que mais mata pessoas LGBTS. O bate-papo tem como objetivo discutir caminhos e estratégias possíveis para a conquista de direitos e o respeito a diversidade tendo em vista a trajetória dos movimentos LGBTs no país ao lado dos novos grupos que surgiram na última década. 

A Revolta da Lâmpada surgiu em 2014. Em todos os rolês, evocam a noção de interseccionalidade pra discutir raça, classe e gênero em uma sociedade de múltiplas desigualdades. Acreditam que os corpos são o denominador comum que temos, em vista da diversidade que somos. Diversidade esta, aliás, que entendem  ser um trunfo contra o poder que continua querendo calar. O seus lemas são "corpo livre" e "fervo também é luta".  

Cláudia Garcia foi integrante do grupo Somos, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT) e é, desde 2017, a presidenta da APOLGBT SP (Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo). 

João Silvério Trevisan nasceu em 1944 em Ribeirão Bonito, cidade do interior paulista. É ensaísta, dramaturgo, tradutor, jornalista, roteirista e diretor de cinema. Escritor premiado, militante a favor do grupo LGBT, estudou filosofia e venceu o Prêmio Jabuti em três ocasiões. É autor de Devassos no Paraíso - A homossexualidade no Brail da colônioa a atualidade. 

Luiz Mott, 72 anos, é doutor em Antropologia, professor titular da Universidade Federal da Bahia, pesquisador, fundador do Grupo Gay da Bahia e Decano do Movimento LGBT Brasileiro, autor de mais de 200 artigos e 20 livros como Rosa Egipcíaca: uma Santa Africana no Brasil; Crônicas de um Gay Assumido; Bahia, Inquisição e Sociedade;  e Homossexualidade: Mitos e Verdades.

Renan Quinalha é professor de Direito da Unifesp, advogado e ativista no campo dos direitos humanos. Foi assessor jurídico da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo e consultor da Comissão Nacional da Verdade para assuntos de gênero e sexualidade. Publicou o livro Justiça de Transição: contornos do conceito. É co-organizandor da a obra A História do Movimento LGBT brasileiro: 40 anos de luta por cidadania. 

 

Deck do Jardim

 

(Foto: Yannis Papanastasopoulos)

 

 

Ações para a Cidadania

Movimentos LGBTQIs no Brasil L

Essa atividade aconteceu em 10/11/2018 no Sesc Santana.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo